PESQUISE AQUI








Pesquisa personalizada






Mostrando postagens com marcador salgados. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador salgados. Mostrar todas as postagens

1 de mai de 2017

HORTIFRUTIGRANJEIROS

-->
 
HORTIFRUTIGRANJEIROS

 
 

Hortaliças e Frutas 
As hortaliças e frutas devem estar frescos e com sua casca inteira, sem amassados ou machucados. É importante observar tamanho, cor, aroma, grau de maturação.
 

As hortaliças e frutas próprias para consumo não devem apresentar:
1- Partes ou casca amolecidas, manchadas, mofadas ou de cor
alterada.
2- Polpa amolecida com mofo.
3- Folhas, raízes e talos murchos, mofados ou estragados.
4- Qualquer alteração na cor normal.
5- Qualquer modificação no cheiro característico.
6- Consistência alterada, esponjosa.
7- Perfurações, enrugamento.
8- Excesso ou falta de umidade característica.
9- Presença de insetos e moluscos.
Prefira as frutas e verduras da estação. Além de mais econômicas,
conservam melhor os nutrientes.

Branquear Alimentos.pra que branquear os legumes e verduras

-->
para as verduras não escurecer
O que é Branquear?
Branquear é uma técnica útil com várias funções. É usada para preparar legumes crus para uma cocção final posterior – por exemplo, se for fritá-los sem gordura ou salteá-los e quiser fazer alguma preparação prévia – e para congelar.
Branquear inibe a ação de enzimas que pode ocorrer durante o congelamento, deixando os legumes em bom estado para um cozimento posterior.
Também se pode branquear para remover a casca a determinados frutos e legumes, para realçar a cor, para reduzir o amargor de legumes e para retirar o sal da carne de porco salgada e do bacon. Se quiser tornar a carne mais tenra, também tem de ser feito antes de cozinhá-la.
Branqueiam-se os alimentos fervendo-os brevemente em água e deixando-os depois repousar em água fria até estarem completamente frios. A maioria dos legumes pode ser branqueada com água fervente e muitos podem ser branqueados no vapor, o que preserva a forma e conserva mais nutrientes.
Também pode branquear no micro-ondas, mantém a cor e os nutrientes. Os tempos dependerão dos legumes e do uso que lhes dará; se quiser simplesmente descascá-los com mais facilidade, de 1 a 2 minutos é o suficiente.

27 de abr de 2017

Pastel de Angu - O Chef

ngredientes
-------------------------------------------------------
750 g (6 xícaras) de fubá
1 litro e 200 ml (5 xícaras) de água
80 g (1/2 xícara) de polvilho azedo
1 ovo
2 colheres (sopa) de óleo
1 colher (sopa) de sal

Preparo
-------------------------------------------------------
Peneire
o fubá. Isso é importante pra massa ficar bem lisinha. Coloque a água
pra ferver. Nela misture o óleo e o sal. Assim que ferver junte o fubá
na panela e comece a mexer. Parece que vai dar tudo errado mas é assim
mesmo, é tipo fazer um angu beeeem consistente. Mexa ali por cerca de um
minuto só. Não é preciso cozinhar o fubá, só fazer virar uma massa meio
estranha mesmo. Passe essa massa pra uma bancada e abra-a um pouco com
ajuda de uma colher. Assim que já der pra colocar a mão na massa sem ela
estar muito quente (uns 5 minutos depois), junte o ovo e o polvilho e
comece a sovar. É meio grudento e quebradiço, mas rapidamente vira uma
massa. Faça um rolo com ela e cubra com um pano de prato úmido. Vá
pegando pedaços e faça bolinhas com a mão. Vá apertando as bolinhas com
os dedos pra abrir a massa, abrindo “conchinhas”. Recheie como quiser e
feche, apertando bem as beiradas e utilizando um garfo para fazer o
acabamento.

Frite em óleo quente. O ideal é que a quantidade de
óleo cubra os pastéis. Frite uns 3 a 4 por vez e escorra em papel
absorvente. Sirva a seguir, quente. Essa quantidade da receita rende
bastante, cerca de 20 pastéis médios, então se quiser faça tudo de uma
vez e congele uma parte sem fritar.

Sugestões de recheios
-------------------------------------------------------

carne:
500 g de carne moída
1 cebola picada
1 tomate picado
3 dentes de alho picados
sal, pimenta do reino e azeite

Refogue
a cebola no azeite até transparentar. Junte o alho e em seguida a
carne. Mexa bem pra ficar soltinha e cozinhar. Junte o tomate. Tempere
com sal e pimenta. Tente deixar o recheio sem caldo nenhum, somente
úmido, pois a massa pede recheio mais secos.

queijo prato:
500 g de queijo prato

Rale o queijo e use-o como recheio. Gosto de adicionar um pouquinho de pimenta calabresa pra dar um toque picante.


-->

$00.00
Descriptions…

Bolo de Fubá Mineiro [ Receita Tradicional da Vovó ]

Bolo de Fubá Mineiro [ receita da vovó ]

Ingredientes:
- 4 ovos em temperatura ambiente
- 1 ½ xícara (chá) de açúcar
- 1/2 xícara (chá) de óleo
- 1 xícara (chá) de farinha de trigo
- 1 xícara (chá) de fubá
- 1 xícara (chá) de leite quente
- 1 colher (sopa) de fermento em pó

- erva doce a gosto




Preaqueça
o forno a 180 graus. Peneire a farinha, o fubá e o fermento. Aqueça o
leite. Na batedeira bata os ovos inteiros com o açúcar até obter um
creme fofo e claro. Essa etapa é a mais importante! A gemada tem que
dobrar de volume para garantir um bolo fofinho. Adicione o óleo e bata
mais um pouco. Agregue os ingredientes secos e misture delicadamente.
Por último, o leite e a erva-doce. Leve ao forno em forma untada e
enfarinhada até dourar. Polvilhe canela e açúcar depois de frio.



22 de abr de 2017

Açafrãoqual o sabor ? não sabemos !!

-->

Açafrão qual o sabor ? não sabemos !!Ele é certamente o ingrediente mais caro do mundo,e  tudo que rola por ai é só  corante e cheiro !!
Açafrão: especiaria típica espanhola
Ele é certamente o ingrediente mais caro do mundo, e com uma das mais trabalhosas e minuciosas obtenção. O açafrão é o pistilo da flor Crocus Sativus, e possui cor lilás. Como especiaria que já chegou valer mais que o ouro, é cultivada na Ásia desde a antiguidade, e chegou na Espanha através dos árabes. Hoje é o país ibérico responsável por 70% da produção mundial, líder absoluto.
Apesar do fácil cultivo, é a extração que faz do açafrão ser extremamente caro. Manualmente o açafrão é colhido, passando na sequencia por uma secagem para conservar, e depois pronto para consumir. São necessários pistilos de aproximadamente 150 mil flores para obter 1kg da especiaria, justificando o seu valor que pode chegar até 20 mil euros. O seu sabor marcante proporciona forte cor amarelada na comida, e é ingrediente principal para pratos com o “risoto alla milanese”.


Açafrão, a especiaria que já foi mais cara que o ouro



Açafrão, a especiaria que já foi mais cara que o ouro
Se existe algum ingrediente que podemos comparar com o diamante, esse certamente é o açafrão, mas não por suas características físicas, e sim pelo seu altíssimo preço. Ingrediente fundamental na Paella espanhola e no Risoto ala Milanese o açafrão é sinônimo de luxo desde a antiguidade.
O açafrão é nada menos do que o pistilo da flor Crocus sativus, que possui cor lilás, e mede apenas 20 cm. Seu cultivo é fácil, e o alto preço se justifica pelo enorme trabalho exigido para extrair de flor em flor o pistilo. O processo de obtenção do açafrão consiste em apenas quatro etapas, mas muito trabalhosas: Cultivo, colheita, separação e secagem. Após apanhar as flores, retira-se o pistilo que possui cor vermelha. Em seguida, leva-se o pistilo para uma secagem (maneira encontrada para conservar o açafrão). Depois de feita a secagem, o açafrão original está pronto para ser usado.
Na foto, a flor Crocus Sativus e os pistilos vermelhos em destaque.
Na foto, a flor Crocus Sativus e os pistilos vermelhos em destaque.
O açafrão é e sempre foi à especiaria mais cara e fina existente. Cultivado na Ásia desde a antiguidade, foi levado para a Espanha pelos árabes há mais de mil anos, e com o passar do tempo, a Espanha se tornou a maior produtora de açafrão do mundo, com 70% da produção mundial. É cultivado também na maioria dos países do mediterrâneo, e em outros países como Irão, e Marrocos.
A época ideal para plantar a flor do açafrão, é entre junho e julho, com colheita entre outubro e novembro. Como acontece com a maioria dos ingredientes, as condições climáticas e do solo podem influenciar no sabor do açafrão, e por isso o espanhol é considerado o de melhor qualidade. Névoa e umidade são condições ideias para as flores de açafrão. Os pistilos que normalmente possuem três filamentos são extremamente aromáticos, e sua principal função é dar uma tonalidade amarelada para a comida, além de fornecer um sabor diferenciado.
As milhares de flores de açafrão formam um verdadeiro tapete lilás nos campos.
As milhares de flores de açafrão formam um verdadeiro tapete lilás nos campos. Foto: Foods From Spain
O preço do açafrão se justifica pelo intenso e minucioso trabalho manual durante o processo, principalmente na etapa de retirar o pistilo. Para 1 kg de açafrão, são necessárias 150 mil flores, tornando o produto ainda mais valorizado. Pelo alto preço e pelo grande trabalho empregado, a quantidade de falsos açafrões existentes é muito grande. Não existe açafrão barato em nenhum lugar, sendo ainda mais caros nos países que não são produtores.
Com o grama em torno de $5, e o kg variando de 3 a 20 mil euros, o açafrão é um ingrediente único e fundamental ao preparo de alguns pratos. Possui um sabor marcante, difícil até mesmo de explicar. O açafrão é resultado de um trabalho delicado, e que demanda muito volume pelo fato dos pistilos serem muito pequenos e bem leves.

Fondue Como servir e comer

-->

Fondue Como servir e comer

FONDUE
A palavra fondue é derivada do francês e significa "derreter" . Ela não é usada somente para o fondue de queijo que é derretido. Foi introduzida na gastronomia para a forma de servir as mais de 100 variedades de pratos quentes, que são preparados diretamente na mesa nos quais as porções são imersas em queijo, óleo, chocolate, geléia e uma imensa variedades de molhos salgados ou doces.
Fondue de queijo, especialidade suíça que consiste de dois queijos derretidos Emmental e Gryère, vinho branco Neuchtel, sal, pimenta e noz-moscada.
Comida rústica, ideal para um grupo de 4 a 6 pessoas e leva em média de 2 a 3 horas de serenidade para ser comido. Para facilitar o serviço, é preciso bastante espaço na mesa e é necessário que todos os acompanhamentos do prato sejam cortados em porções pequenas antes de serem servidos.
Para os fondues mais conhecidos, calcula-se em média por pessoa, sem os acompanhamentos:
     Carne 300 gramas
     Queijo 200 gramas
     Chocolate 150 gramas;
     Camarão 250 gramas.
Como servir e comer o Fondue:
Servir os molhos e os acompanhamentos são colocados no prato rústico de cerâmica que possui várias divisões. A porção já preparada é retirada cuidadosamente do garfo de fondue, colocada no prato e comida com o garfo e faca grandes. O Fondue de queijo e de fruta são levados diretamente à boca com o garfo de fondue.
Queijo: Quando o pão tiver bastante envolvido em queijo, é levado à boca com o garfo na mão direita e os acompanhamentos são comidos com o garfo e a faca grandes. Antes de colocar o queijo na panela, passar um dente de alho dentro dela com bastante força.
Carne: como a carne precisa mais tempo para fritar, é necessário que cada pessoa tenha dois garfos de fondue marcados com a mesma cor. Quando a carne fritar, será colocada no prato de cerâmica e comida junto com os acompanhamentos com o garfo e a faca grandes. (é usado um óleo vegetal com a temperatura constante de 190 . Para ele não salpicar, é colocada uma batata descascada dentro da panela)
Bebida:
É servido para acompanhar o fondue de queijo um vinho branco seco Gruner Veltiner, Neuenburger ou Waadtlander (Suíço) e para o de carne um vinho tinto seco.
Montagem da Mesa:
1.   Garfo grande do lado esquerdo;
2.   Faca grande do lado direito;
3.   Garfo de fondue de queijo ou de carne do lado direito com uma inclinação de 45;
4.   Prato rústico de fondue com divisões para os molhos e os acompanhamentos;
5.   Prato de pão, faca de manteiga e cesta com pão (exceto para o fondue de queijo);
6.   Copo de vinho branco ou tinto, 1 cm acima da faca
7.   Panela de fondue de queijo (cerâmica) ou carne (metal) com fogareiro a gás;
8.   Suficiente taças para colocar os molhos e os acompanhamentos;
9.   Pimenteiro e saleiro;
10. Guardanapo sobre o prato de pão.

18 de abr de 2017

a cura: Guia fácil para montar seu cardápio low carb e ema...





Guia fácil para montar seu cardápio low carb e emagrecer sem passar fome




Guia fácil para montar seu cardápio low carb e emagrecer sem passar fome

 

Com bastante frequência recebo algum contato de pessoas pedindo um cardápio low carb com café da manhã, almoço e jantar para seguir.

Eu entendo: estamos acostumados com aqueles cardápios padronizados de
revista ou com cardápios entregues já impressos em consultas com
nutricionistas.

Antes de começar, um conceito que parece óbvio, mas precisa ser esclarecido.

O que é dieta?

Consultando o dicionário, encontrei dois significados para a palavra:

  • Significado 1: regime alimentar prescrito pelo médico a um doente ou a um convalescente.
  • Significado 2: cota habitual de alimentos sólidos e líquidos que uma pessoa ingere.
Para a grande maioria de nós que não está convalescendo de nenhuma doença, vale o significado número 2.

A dieta de uma girafa, por exemplo, é feita de folhas. A dieta de um leão, de carne.

cardapio_low_carb_3

Então dieta não é uma maneira de comer durante duas semanas, ou 1 mês, ou 7 dias. Dieta é o que se come, no dia a dia, para a vida toda.

Uma dieta não está em um papel impresso, está nos hábitos alimentares de uma pessoa.

Parece óbvio? Sim. Mas eu não pensava assim há 4 anos atrás, antes de perder 30 quilos em um ano com o estilo de Vida Low Carb.

Antes eu pensava que uma dieta era um cardápio para seguir e perder peso, para depois voltar a comer “normalmente”.

Hoje eu sei que, mesmo que eu pese 60 quilos para o resto da vida, estarei sempre em dieta. Porque a minha dieta é o que eu como, simples assim.

Agora vamos somar o conceito de dieta com o conceito de low carb:

O que é uma dieta low carb?

É um estilo de se alimentar, onde se restringe (mas não anula) o
consumo de carboidratos para chegar ao peso desejado e mantê-lo sem
passar fome como na abordagem de restrição de calorias.

Existem vários tipos de dietas que são low carb: dieta paleo, dieta cetogênica, dieta lchf, dieta atkins, whole 30 etc… Todas funcionam pelo
mesmo motivo: menos carboidratos na alimentação.

E o que são carboidratos?

Carboidratos são açúcares. Antes de conhecer low carb, eu achava que
carboidratos eram o pão, os doces, o macarrão, a batata e o arroz.

Mas frutas, verduras e até os ovos contém alguma quantidade de carboidrato. Alface tem carboidrato. Pouquíssimo, mas tem.

É importante deixar claro também que a dieta low carb NÃO é uma dieta zero carboidrato.

Em low carb há espaço para frutas e vegetais, que são ricos em
carboidratos saudáveis. A quantidade de carboidratos para cada pessoa
vai depender dos seus objetivos.

O cardápio low carb

Embora não haja um cardápio definitivo para baixar e seguir, é importante que você monte o seu cardápio antes de começar.

Como você está começando, é importante se planejar com antecedência para diminuir a possibilidade de fazer escolhas erradas.

Além disso, fazer o seu próprio cardápio vai ajudar você a entender melhor a dieta.



Eu, até hoje em dia, anoto ideias do que preparar nos próximos dias
antes de fazer as compras. Me faz economizar, me faz perder menos tempo
no supermercado, diminui as chances de eu comer mal porque não tinha
planejado nada saudável.

A ideia desse artigo é dar dicas para que você monte um cardápio para começar ou para retomar sua vida low carb. Vamos lá?

cardapio_low_carb_2

1. Priorize alimentos naturais, sem processamento, com poucos carboidratos

Isso quer dizer comer APENAS comida in natura? Não.

Dá para emagrecer com low carb bebendo refrigerante zero, adoçando o
café com adoçante, dá para fazer comendo presunto comprado no
supermercado, dá para fazer matando a vontade de doces com gelatina sem
açúcar.

Mas os alimentos processados não devem ser A BASE da sua alimentação.

A base da sua alimentação serão os vegetais, as carnes, as gorduras
naturais como a manteiga e o azeite, os ovos, os queijos, as frutas low
carb e as castanhas e nozes. Tem acesso e orçamento para comprar
alimentos orgânicos? Ótimo. Se não tem, funciona do mesmo jeito.

Ao pesquisar sobre low carb, você encontrará várias versões de uma
lista de alimentos permitidos. Mas não são listas escritas em pedra. São
sugestões de alimentos com pouco carboidrato.

Antes de perguntar “Pode tal coisa?”, pesquise a quantidade de carboidratos, usando uma ferramenta como o FatSecret,
ou lendo o rótulo. Se couber na sua cota (quantidade de carboidratos
que você deve comer para chegar ao peso desejado), pode. Se não, não
pode.

Nesse post está a minha sugestão de alimentos para incluir na sua alimentação low carb

2. Personalize

Antes de decidir quais alimentos vão estar no seu cardápio low carb, você precisa responder algumas perguntas:

  • Você tem alguma restrição alimentar? Algumas pessoas não toleram
    lactose, outras tem alergia a nozes e castanhas. O cardápio deve
    considerar essas restrições.
cardapio_low_carb_4

3. Entenda quais alimentos devem ser evitados

Tão importante quanto saber quais alimentos são recomendados, é saber
quais devem ser evitados e também os que devem sumir de vez da sua
vida.

NÃO COMER:

Açúcar refinado ou outros tipos como demerara, mascavo, de coco, orgânico, mel, melado etc.

Óleos refinados (soja, canola, milho etc). Eles são
zero carbo sim, mas passam por mil processos químicos durante o seu
processamento. Em uma dieta baseada em comida de verdade você deve
preparar seus alimentos com gorduras naturais com baixo grau de
processamento, como a manteiga, a banha e o azeite de oliva, por
exemplo. Eu uso azeite e manteiga para tudo.

Grãos, especialmente o trigo. Pães, massas, bolos,
biscoitos, rosquinhas, cuecas-viradas, muffins, cookies, cupcakes,
baguetes, pizzas, bagels, brioches. Bem, você entendeu.

EVITAR:

Bebidas zero ou light. Também são zero carbo e dá
para emagrecer consumindo refrigerante zero, mas dentro da ideia de
priorizar comida de verdade (e ainda gerar menos lixo no planeta), evite
sempre que puder.

Comidas processadas. Tem alimentos processados low
carb, alguns deles são boas opções para quem tem pouco tempo para
cozinhar, como pessoas que trabalham o dia todo e ainda estudam à noite.

Um polenguinho é um bom exemplo: processadíssimo, mas low carb. Se
carregar polenguinhos no início vai fazer você não sucumbir a uma
coxinha na rua, leve polenguinhos! Mas quando puder, evite.

Vegetais ricos em amido. Quem tem muito peso a
perder deve evitar alimentos que são comida de verdade mas também são
ricos em amido, como a batata, batata doce, inhame e mandioca (inclusive
tapioca!). Uma dica: evite tudo que cresce debaixo da terra.

Quando chegar no seu peso alvo ou próximo dele, comece a inserir novamente esses alimentos.

Nesse artigo falo sobre os carboidratos do bem

tasty grilled meat and vegetables on skewers, isolated on white

4. Pesquise receitas

Se você está começando, provavelmente está acostumado a fazer
receitas com algum carboidrato, como uma pizza, um macarrão, um risoto,
lasanha.

Ou está acostumado a servir antes de tudo o arroz e o feijão no restaurante de comida por quilo.

Como low carb é diferente de tudo o que escutamos a vida toda sobre
emagrecimento, é preciso abrir a cabeça para novas formas de preparar os
alimentos. Pesquise receitas e salve as que mais gostar.

Recomendo fazer um arquivo no computador ou celular onde você vai salvando tudo o que interessar.

Conhece o Evernote?
É um aplicativo que você pode usar no smartphone, tablet ou computador.
Anotou em um dispositivo, ele sincroniza com os outros. Tem em
português e é grátis. Evernote mudou a minha vida em termos de
organização pessoal.

Nesse link você acessa as minhas receitas, todas adaptadas, testadas e fotografadas por mim.

Nesse vídeo eu ensino a usar o Evernote para planejar a sua dieta (e a sua vida!)

5. Quanto mais simples, melhor

Você vai encontrar receitas com farinhas mirabolantes e macarrões
orientais zero carbo, mas pratique desde o início o desapego com
receitas que lembram pão, macarrão, pizza.

Claro que dá para fazer algo de vez em quando, como essa deliciosa torta salgada com farinha de amêndoas, mas não faça dessas receitas a base do seu dia a dia.

Para garantir que você comece já perdendo peso e sem traumas devido a
receitas que não deram certo e ingredientes caros estragando na sua
despensa, aposte nos alimentos mais simples na montagem do seu cardápio:
carnes, saladas, ovos, queijos e castanhas.

Exemplos de refeições simples:

  • Sobrecoxas de frango assadas com salada de alface, tomate e pepino
  • Bife acebolado com salada verde
  • Carne de panela com chuchu refogado
  • Hamburguer de carne moída com queijo
Daí com o passar do tempo você vai arriscando coisas mais incrementadas, como esse salgado de couve flor ou esse fantástico fricassê de frango low carb.

6. Escute suas lombrigas

Aproveite a sorte de ter encontrado uma dieta onde é possível comer coisas gostosas sem passar fome para comer o que mais gosta.

Stuffed peppers

Sempre amou bacon mas morria de medo de comer? A hora é agora. Adora
frango grelhado? Coma frango grelhado. Para quem tem medo de comer
gordura, escrevi esse guia definitivo sobre o papel da gordura em uma alimentação low carb.

Agora, se suas lombrigas não gostam de comer vegetais, é possível e necessário adestrá-las.

Use todas as estratégias possíveis para garantir que a sua cota de
carboidratos diária seja composta por carbos saudáveis: refogue vegetais
com muita manteiga, adicione queijo, bacon e muito azeite nas suas
saladas.

Você agora pertence a um mundo maravilhoso onde as saladas não precisam ficar restritas a alface com uma gota de azeite

7. O café da manhã

O café da manhã costuma ser a refeição mais difícil de adaptar para
quem está começando. Para facilitar, escrevi esse post com as minhas dicas favoritas para um café da manhã low carb.

8. Lanches

Já falei sobre como em low carb não é preciso comer de 3 em 3 horas.
O natural é que comendo comida de verdade e mantendo o açúcar no sangue
sob controle a sua fome entre as refeições principais diminua, mas se
isso não acontecer, coma!

Nesse post dou sugestões bem práticas de lanches low carb

nuts

9. Cuidado com as compulsões

Me coloque sentada ao lado de uma bacia de castanhas ou uma tábua de
queijos e frios e você verá despertar das profundezas um terrível
monstro come-come.

Se você tem tendência a comer compulsivamente como eu, separe a
porção antes de comer, coloque suas nozes dentro do mesmo pote. Assim
fica mais fácil controlar e garantir que não vai prejudicar sua dieta.

10. O que beber

Água, água com gás e fatias de limão, água saborizada com hortelã,
chá de ervas frio ou quente, café batido com nata ou creme de leite, chá
mate ou chimarrão são boas opções para acompanhar seu cardápio low
carb.

Refrigerantes zero, light, chás ou águas saborizadas industrializadas
devem ser evitadas por serem industrializadas, gerarem lixo à beça e
elevarem seu consumo de adoçante, mas são zero carbo.

Sucos de fruta não são uma boa ideia. Nesse post eu explico o porquê.

Leite não é low carb, nem se for sem lactose. Nesse post eu falo sobre ele e respondo as dúvidas mais frequentes sobre queijos e laticínios.

Acha que nunca mais vai poder beber álcool só porque está querendo perder peso? Com low carb o seu merecido drink do final de semana está a salvo. Aqui estão as minhas dicas sobre as bebidas alcoólicas que mais combinam com low carb.

Nesse artigo falo mais a fundo sobre as opções de bebidas low carb.

11. Sobremesas e adoçantes

Quando o açúcar no sangue fica sob controle, é normal que a vontade de doces diminua.

Mas se você, como eu, continua apreciando o sabor doce, é importante
contemplar no seu cardápio opções para matar a vontade de doce. Minhas
favoritas:

  • Morangos com nata ou creme de leite com adoçante a gosto
  • Ganache de chocolate com mais de 70% cacau e uma lata de creme de leite
  • Abacate batido com ou sem creme de leite e adoçante a gosto
  • Gelatina sem açúcar (recomendo a marca Lowçucar que não leva
    maltodextrina, que pode atrapalhar o emagrecimento de algumas pessoas)
Nesse artigo falo sobre como escolher o melhor adoçante

Nesse artigo falo com sobre como lidar com a vontade de doces na alimentação low carb e dou dicas de preparações doces

Chocolate bars stack and mint leaf

12. Esqueça as calorias!

Em low carb, as calorias dos alimentos são irrelevantes.

Também não é necessário contabilizar a proteína e a gordura:
preocupe-se apenas com a quantidade de carboidratos dos alimentos que
vão compor seu cardápio.

Parece chocante no início, mas você se acostuma com o tempo. É libertador.

13. Para quem come fora

O mundo perfeito seria que todo mundo pudesse comer comida saudável
preparada em casa, mas a realidade não é bem essa. Trabalhando ou
estudando fora, muita gente precisa comer na rua.

Restaurantes por quilo são ótimos! Normalmente tem boas opções de carne e muita variedade de salada.

Cuidado com as pegadinhas: os molhos das carnes podem ser engrossados
com farinha ou amido e alguns vegetais são lambuzados com óleo de soja
para brilharem bem lindos no buffet.

Ao comer em um restaurante, porém, você inevitavelmente comerá algum
óleo vegetal porque TODOS os restaurantes usam, mas nesse caso o ótimo é
inimigo do bom. Escorra os molhos das carnes e prefira vegetais mais
simples, como alface, tomate e pepino.

Quando for a um restaurante a la carte, já negocie com o garçom
quando fizer o pedido para substituir os acompanhamentos como arroz e
fritas por salada ou legumes.

Food photography of baked pork with fresh vegetables. Home made food photo for social networks. Top view mobile phone photo of baked meat.

Fica bem mais difícil resistir quando aquele carbo todo está ali, acenando e soltando odores debaixo do seu nariz.

Quando estiver na rua e não for horário de almoço, uma alternativa boa é comprar fatias de queijo e presunto e fazer rolinhos.

Embora presunto tenha um pouco de bruxarias, melhor do que cair de boca em um pacote de biscoito.

14. Ligue o turbo no seu projeto de emagrecimento

Gostou das dicas por escrito mas gostaria de ter um exemplo de como é um cardápio para 2 semanas?

No Programa Low Carb na Prática,
além de um curso em vídeos para você entender tudo o que precisa para
emagrecer com low carb você ainda ganha esse e outros bônus incríveis!

Clique e saiba mais sobre o Programa Low Carb na Prática

Tudo certo para a montagem de um cardápio low carb para começar já o seu projeto de emagrecimento?

a cura: Guia fácil para montar seu cardápio low carb e ema...: Guia fácil para montar seu cardápio low carb e emagrecer sem passar fome   Com bastante frequência recebo algum contato de pessoas p...



28 de jan de 2017

prato sírio

Ablama
Abobrinha recheada
Abobrinhas na coalhada
Alcachofras na Laranja
Alface com Queijo
Arroz com favas frescas e carne
Arroz com frango e amêndoas
Arroz com Lentilhas (Mjadra)
Arroz com Tâmaras
Arroz Marroquino
Arroz sírio
Arroz-doce Sírio
Ataif 


Babaganouch
Baclawa
Bagos acebolados
Batata Recheada
Berinjela ao forno com grão de bico
Berinjela frita
Berinjela na Coalhada
Berinjelas com essência de romã
Biscoitos de Amêndoas
Biscoitos de Tâmaras
Bolinho de Amêndoas
Bolinho de Grão-de-Bico (Falafel)
Bolo de Açafrão
Bolo de Coalhada
Brigadeiro de nozes
Broa de leite
Burma
Cabrito recheado
Cafta ao forno
Cafta na assadeira
Cafta no espeto
Camai no espeto
Canja síria
Carneiro Argelino
Carneiro assado
Carneiro com Amêndoas
Carneiro com Batata
Carneiro com Coalhada
Carneiro com Romã
Carneiro ensopado
Carneiro Marroquino
Chacrie
Chanclich
Charutinho de folha de repolho
Charutinho de folha de uva
Charuto de Alface
Charutos de Acelga
Charutos de folha de parreira
Charutos de repolho
Chebiete
Chic barak
Compota de abricó
Cordeiro assado com batata
Costela de carneiro com Hortelã
Couscous Argelino
Couve flor com Tahine
Couve-Flor com Tãmaras
Doce de abricó cristalizado
Doce de figo
Doce de Harissi
Doce de massa folhada
Doce de mussarela folhado
Doce de Mussarela
Doce de queijo com semolina
Doce de semolina
Docinho de sementes de papoula
Enrolado de Tâmara
Ensopado de Palmito
Ensopado de Quiabo
Esfiha aberta de carne
Esfiha de coalhada dura
Esfiha de Espinafre
Esfiha de Ricota
Esfiha fechada
Esfiha folhada com carne
Eslia
Espetinho de frango com molho de tahine
Espetos de Atum
Falafel
Fataer de verduras e passas
Fatuche
Fauachete
Favas Mudamas
Frango com ameixas
Frango Marroquino
Frik
Galinha no Açafrão
Galinha recheada
Gamme e Fatti
Geléia de marmelo
Ghoraibé
Grão-de-bico com molho de gergelim
Gureibe
Herice
Homsie
Iakna
Karabij
Legumes ao Forno
Lentilha com Almôndegas
Lubi
Maamoul com Frutas Secas
Maamoul com Tâmaras
Macarum
Mamoul
Manjar Libanês
Meghli
Meluquie
Mhamasa
Michuí
Molho de Caviar
Moussaka
Mualabie
Muchabak
Mudárdara
Mufarque com carne
Mufarque
Múgli
Mugrabie
Ninho de pistache com nozes
Pão árabe
Pão Sírio
Pastéis de Tâmaras
Pastizi
Peixe com Amêndoas
Peixe com Molho de Gergelim
Peixe tagem
Peixe Taratur
Perna de carneiro com arroz e carne
Pernil de cordeiro com arroz e snoobar
Peru com frutas secas
Pudim de castanhas
Pudim de Figo Seco
Quiabo com carne
Quiabo no azeite
Quibe arnabie
Quibe cru tradicional
Quibe de bandeja com iogurte
Quibe de bandeja tradicional
Quibe de Batata
Quibe de forno
Quibe de Peixe na Bandeja
Quibe de Peixe
Quibe frito, assado e crú
Quibe Quaresmal
Sambusque
Shisbarak
Tamarie
Tomate Recheado
Torta de Amêndoas e Tâmaras
Torta de Pistache
-->

24 de dez de 2014

Como fazer o peru de Natal:

--> cosmetico profissional para salão , temos tudo para seu salão de beleza ligue 03187490598 e add no wapssap ou 03133762803 , BH E REGIOES ligue e marque iremos ate voce . entragamos em todo BRASIL O recheio do peru é feito com farofa de presunto, azeitona e ovo cozido. Tome nota:


Peru de Natal - receitas de vero Dona Benta (Foto: Divulgao)(Foto: Divulgação)

Rendimento: serve de 6 a 8 pessoas
Tempo de preparo: 3 horas


Como fazer o peru de Natal:
Ingredientes:
1 peru limpo
3 xícaras (chá) de vinho branco
½ xícara (chá) de vinagre
5 dentes de alho
Sal e pimenta-do-reino (a gosto)
2 cebolas graúdas picadas
1 cenoura picada
4 folhas de louro
10 talos de salsa lisa
6 cebolinhas-verdes
1 ramo de manjerona
1 ramo de manjericão



Como fazer o recheio do peru de Natal:
Ingredientes:
Moela e fígado do peru
4 colheres (sopa) de manteiga ou margarina
1 cebola graúda picada
4 tomates sem pele picados
200g de presunto picado
24 azeitonas grandes em rodelas (sem caroço)
1kg, aproximadamente, de farinha de mandioca
4 colheres (sopa) de salsa picada
2 ovos cozidos e picados

Modo de preparo:
Remova a embalagem com os miúdos. Lave a ave em água corrente e, então, faça um corte junto da mitra, enfie aí as pernas do peru, dobre as asas para trás e leve-o para uma vasilha bem grande.

Numa tigela grande, misture o vinho branco, o vinagre, o sal socado com os dentes de alho, as cebolas picadas, a cenoura picada, as folhas de louro, os talos de salsa, a cebolinha-verde, a manjerona, o manjericão e a pimenta-do-reino. Reserve.

Fure o peru por dentro e por fora, no peito, nas pernas e nas costas, com a ajuda de um garfo de cozinha. Despeje a marinada reservada sobre o peru esfregando-o muito bem. Ponha um pouco do molho no interior do peru e deixe marinando por 12 horas. De vez em quando, vire-o no molho, deixando o peito para baixo durante a noite toda.

Salpicão de peito de peru: veja a receita

Cozinhe a moela, o fígado e o coração do peru até que fiquem bem macios. Parta-os em pedacinhos e refogue-os em uma panela com a manteiga, a cebola picada bem fina e os tomates.

Depois de tudo bem refogado, acrescente o presunto picado, as azeitonas e a farinha de mandioca, obtendo uma farofa meio úmida. Retire-a do fogo, prove o sal e acrescente a salsa picadinha e pedaços dos ovos cozidos. Misture bem e reserve. Utilize para rechear o peru.

Torta de maçã da Rita Lobo perfeita para a ceia de Natal

Retire o peru do molho e leve-o para um mármore ou uma travessa grande. Enxugue-o, com um guardanapo, por dentro e por fora. Em seguida, encha a cavidade com o recheio, apertando bem e costurando a pele com linha grossa ou amarrando-a bem forte.

A seguir, limpe o peru todo com um guardanapo seco, besunte-o de manteiga ou margarina e leve-o para uma assadeira grande e funda com um pouco de óleo. Cubra, enfim, todo o peru com uma folha de papel alumínio. Coloque um pouco de óleo em cima desse papel e despeje na assadeira todo o molho que ficou na vasilha ou bacia em que pousou o peru.

Leve para o forno preaquecido. Enquanto o peru assa, regue-o de vez em quando, levantando o papel, com o molho que deve estar fervendo na assadeira. Antes de regar a carne, fure o peito e as pernas do peru com um garfo. Quando o peru estiver macio, retire o papel, e continue assando para que ele doure bem.

O QUE E UM O Chester ?

--> cosmetico profissional para salão , temos tudo para seu salão de beleza ligue 03187490598 e add no wapssap ou 03133762803 , BH E REGIOES ligue e marque iremos ate voce . entragamos em todo BRASIL

O Chester® é uma galinha geneticamente modificada, resultado do cruzamento de 11 linhagens diferentes da ave.

A história começou no fim da década de 70, quando o Peru de Natal da Sadia dominava a ceia no fim do ano e a Perdigão ficava se roendo de recalque. Com o objetivo de tombar com a cara da concorrente e dominar o mercado, a Perdigão trouxe 11 linhagens de frangos escoceses, com o objetivo de criar uma galinha diferenciada: magra, porém peituda e com a coxa grossa.

No passado, a Perdigão fez de tudo para esconder as imagens do Chester® vivo e isso aguçou a curiosidade das pessoas, fazendo surgir muitas histórias bizarras sobre o frango.
Muitos diziam por aí que o Chester® nunca foi exposto vivo porque ele seria tão feio e anormal que os consumidores, depois de ver, não sentiriam mais vontade de comê-los. Essas histórias falam sobre anomalias nas penas, olhos desproporcionais, dificuldade de se movimentar do animal devido ao desequilíbrio gerado pelas formas e outras coisas.
Por fim, há alguns anos a Perdigão divulgou fotos do bicho, para acabar com esses boatos. Mas os mais céticos duvidam que os penosos da imagem sejam de fato Chesters.

De acordo com a marca, o motivo de tanto segredo era evitar cópias do padrão genético e garantir a exclusividade. Eles também fazem questão de ressaltar que toda a modificação é baseada em cruzamento genético, sem interferência de drogas, antibióticos ou anabolizantes.

30 de set de 2014

FAÇA EM CASA PRODUTOS DE MARCAS FAMOSAS (E CARAS) E ECONOMIZE MUITA GRANA!

--> cosmetico profissional para salão , temos tudo para seu salão de beleza ligue 03187490598 e add no wapssap ou 03133762803 , BH E REGIOES ligue e marque iremos ate voce . entragamos em todo BRASIL 


FAÇA EM CASA PRODUTOS DE MARCAS FAMOSAS (E CARAS) E ECONOMIZE MUITA GRANA!
FAÇA EM CASA PRODUTOS DE MARCAS FAMOSAS (E CARAS) E ECONOMIZE MUITA GRANA!Faça você mesmo, em casa, produtos de marcas famosas (e caras) e economize muuuuuita grana! 50 receitas testadas e aprovadas!


cosmetico profissional para salão , temos tudo para seu salão de beleza ligue 03187490598 e add no wapssap ou 03133762803 , BH E REGIOES ligue e marque iremos ate voce . entragamos em todo BRASIL 

18 de ago de 2014

Haggis - Iguaria Escocesa Órgãos de ovelha cozidos dentro do estômago

--> Tudo o que os profissionais de beleza precisam saber sobre cabelos e cosméticos, além das novidades do mercado. nossa loja -http://ecabelos.mercadoshops.com.br/ face -https://www.facebook.com/ecabelos

Haggis - Iguaria Escocesa



Órgãos de ovelha cozidos dentro do estômago  Haggis
Além de ser o país do clássico "O Médico e o Monstro", a Escócia também é famosa por outra obra bastante assustadora, mas no campo da gastronomia: o Haggis, como é conhecido o prato, é composto de coração, pulmões e fígado de ovelhas cozidos dentro do estômago do próprio animal.
Depois de cozinhar por três horas, o alimento é cortado com uma faca, proporcionando um espetáculo gastronômico de deixar muitas pessoas "sem estômago": as entranhas se derramam na tigela como uma espécie de virado de órgãos frescos.

Alguém teria coragem?



Até a próxima pessoal.

Stinkheads (Tepa) - Iguaria do Alaska

--> Tudo o que os profissionais de beleza precisam saber sobre cabelos e cosméticos, além das novidades do mercado. nossa loja -http://ecabelos.mercadoshops.com.br/ face -https://www.facebook.com/ecabelos

Stinkheads (Tepa) - Iguaria do Alaska

Stinkheads (Tepa), cabeças de salmão fermentadas, são um alimento tradicional dos povos Yup'ik no sudoeste do Alasca. A maneira usual de prepará-los era colocar as cabeças de salmão e vísceras de salmão em um barril de madeira, cubra com pano de saco, e enterrá-lo no chão por cerca de uma semana. Por um curto período de tempo em tempos modernos, sacos plásticos e baldes substituiu o barril, no entanto este aumento o risco de botulismo. Presentemente, Yupik tipicamente fermentar cabeças de peixes no chão em vez de plástico para evitar o risco de botulismo relacionado com a fermentação de produtos de origem animal, em recipientes de plástico.
Depois que a carne do animal tiver com podre e com mal cheiro, é desfiada ou mesmo fazem com as cabeças inteiras caldos quentes.

Espero que tenham gostado.

Abraços

Ovos centenários – Iguaria Chinesa

--> Tudo o que os profissionais de beleza precisam saber sobre cabelos e cosméticos, além das novidades do mercado. nossa loja -http://ecabelos.mercadoshops.com.br/ face -https://www.facebook.com/ecabelos

Ovos centenários – Iguaria Chinesa

Ovo centenário, também conhecido como ovo preservado e ovo de cem anos, é um ingrediente da culinária chinesa que é feito pela conservação de um ovo de pato, galinha ou ganso em uma mistura de argila, cinzas, sal, cal e amido de arroz, por diversas semanas, ou por meses, dependendo do método de preparo. A gema do do ovo assume uma coloração que varia radialmente entre o verde claro e o verde escuro, enquanto a clara varia entre o marrom escuro e a transparência. A gema é cremosa com um aroma acentuado, e possui um sabor que se assemelha ao de queijo. A clara possui uma textura que se aproxima da textura da clara cozida, mas possui pouco sabor. Alguns ovos centenários possuem padrões fractais na superfície, se assemelhando a fractais de Koch. O ovo centenário é considerado uma excentricidade no ocidente, porém uma iguaria no leste asiático.
Quem tiver interesse , alguns restaurantes da liberdade vende esta iguaria.
A parte escura da clara, o gosto é igual a de um ovo normal... já a parte da gema, tem um gosto bemmm salgado e um cheiro nada agradável.

Abraços e até a próxima.

Postagens populares

Minha lista de blogs

tang

Pesquisa personalizada
User-agent: Mediapartners-Google* Disallow:Abobora Doce Recheada Adimito Amendoas Bacalhoada Bolinho Caranguejo Bolinho Recheado Queijo Bolos Decorados Mecanico Calda Manjar Carne Receita Cerveja Creme De Maca Croqueta Frango Presunto Feito Cuscuz Marroquino Folhadinhos Rapidos Gelatina Abacaxi Hoteis Inquilinato Laranja Morangos Licor Ameixa Macas Glaceadas Massa Leitao Massas Yakisoba Menus Dia Namorados Microondas Pao Molho Requeijao Frango Molhos Especial Tender Muffins De Halloween Paelha Marisco Panquecas Ovos Pate De Caviar Pessego Receitas De Pimenta Limao Polpa Manga Receitas Castanhas Portuguesas Receitas Cheesecake Receitas Rapidas Natal Repolho Crespo Risotto Pato Saladas Vinaigrette Sobremesas De Copinhos Sopa Arroz Feijao Sopa Courgette Sorvetes De Damasco Souvlaki Spaghetti Receitas Tarte Espinafres Frango Tarte Fruta Natas Tomates Forno Video Racao Humana