,

Pesquisa personalizada
User-agent: Mediapartners-Google* Disallow:

19 de nov de 2013

escrava da paixao

Queria viver de paixâo , respirar paixão , comer paixão
-->
Queria viver apaixonada, me apaixonar e viver este amor louca e intensamente ate o fim e depois
jogar os restos fora como um bagaço de laranja chupada
 me apaixonar novamente e assim viver concencutavamente
frio na barriga , sonhos acordados, beijos molhados sexo lambuzado , coração disparado
quando acaba a paixaõ vem a saudade , a saudade da paixão que si foi ou e o amor nascendo?
a paixao e cega e louca . dizem que o amor cura tudo . mas quem remover montanhas e a paixao, 
quando ela vem e intensa devastadora ninguem  a contem seu poder abranger a tudo ea todos
por paixao perdi meu amor
paixão meu vicio e voce , meu cigarro e voce .
 voce  entorpece meus sentidos
 voce  me embriaga 
 voce  me deixa mole de pernas bambas
 voce  me iludiu , sou louca !! sou demente!!
 voce fez meu coração bater forte dentro do peito
 rendo-me ao seu poder , sou sua serva sua escrava .
voce foi embora e agora so resta um vazio , acabou não sinto meu pulso. eu morri!!
não sinto nada!! absolutamente nada!!
aguardo anciosamente sua volta,
 sua serva não viver sem voce .
volte!!
 estou morta . 



31 de out de 2013

como fazer arroz?

As medidas de hoje serão simples, pra não gerar dúvidas: o copo é o clássico, de requeijão, 350ml.
A receita vai ser para 3 pessoas só porque as medidas do copo se encaixam melhor, mas, se você quiser, é só diminuir nas proporções (para duas pessoas, no caso do copo de arroz, por exemplo, você vai colocar 65% do volume do copo).http://ecabelos.mercadoshops.com.br/

Os ingredientes:

1 copo de arroz
1 dente de alho amassado ou [muito bem picado]²
Opcional: 1/6 de uma cebola média, picada
3 copos de água
Sal
10 ml de óleo (de novo, lembre-se: o suficiente pra melar o fundo da panela).
Enquanto você coloca a água pra ferver, vá descascando e picando (ou amassando, no caso do alho) a cebola e o alho. Em outra panela já pré-aquecida de leve, você vai dourar os dois (lembre-se da ordem alho-cebola) no óleo.
Caso você já tenha visto sua mãe lavando o arroz, aqui vai uma informação: eu perguntei a uma doutoranda em nutrição e ela me confirmou que não há necessidade em fazer isso.
escorredor-arroz
Vamos aposentar o escorredor de arroz.
O objetivo dessa lavagem seria tirar o pó que gruda na superfície do grão, porém saiba que algumas pesquisas comprovam que nessa lavagem perde-se nutrientes (proteínas, potássio e vitaminas do complexo B).
Se até agora você não acreditou, leia na embalagem do produto, ou procure por estas informações no SAC ou no site da marca. No caso da marca Tio João (a mais vendida do Brasil) está aqui: 
Voltando a receita: refogue o arroz no alho e na cebola por 2 a 3 minutos e acrescente a água (que a essa altura já deve estar fervendo).
Dê uma mexida, só pra desgrudar o arroz do fundo da panela, diminua o fogo e vá colocando o sal, experimentando até chegar ao ponto do seu gosto.
Deixe a água ir evaporando até você não ver mais ela sobre o arroz e quando isso acontecer, desligue o fogo e tampe bem a panela: não abra nos próximos 20 minutos, pois o calor vai terminar de cozinhar. Terminado este tempo, seu arroz está pronto.
 http://ecabelos.mercadoshops.com.br/tratamento-shock-nutrahair-produtos-bhte_1xJM
-->

14 de out de 2013

cabeleireiro on line: escova progressiva

cabeleireiro on line: escova progressiva: Distribuidora nutra hair Nutra Hair: Cosméticos , produtos de beleza. ... Linhas Conheça as linhas de produtos Nutra Hair . CROMATIC · EFF...

Distribuidora nutra hairNutra Hair: Cosméticos, produtos de beleza. ... Linhas Conheça as linhas de produtos Nutra Hair. CROMATIC · EFFECTUS · GLAM! KAIKEN · LUMMEM . rua tabatinga 56 bairro joao pinheiro tel -31-87490598 ou 31-33762803

30 de set de 2013

COMIDAS EXÓTICAS (vc teria coragem de experimentar?

ESCORPIÃO FRITO
http://4.bp.blogspot.com/_TZTUlgWcE6I/SK_27Do2yBI/AAAAAAAAA0U/3rIca...
Ué, mas o escorpião não é venenoso? É, sim, mas como o bicho é cozido antes de ser frito em óleo, as altas temperaturas do preparo desencadeiam uma reação química que neutraliza o veneno. Aí, é só deglutir o bichão - inteiro mesmo, das garras até a cauda. A espécie preferida é o escorpião-negro, que é maior e tem menos veneno que o escorpião-marrom.


O escorpião é um prato admirado pela maioria dos povos asiáticos. Grande parte dos países do continente degusta o petisco usando hashi, esse par de varetas usado para levar a comida à boca.

FILÉ DE PEIXE VENENOSO
http://2.bp.blogspot.com/_TZTUlgWcE6I/SK_3_eArxhI/AAAAAAAAA0k/2Ecbe...

O tal peixe venenoso é o fugu ou baiacu, que tem muita tetrodotoxina, um veneno dez vezes mais forte que o cianeto. Para que a iguaria não mate ninguém, o chef retira uma bolsa perto das brânquias com o veneno. Depois, ele fura a bolsa e espalha sobre a carne do peixe uma pequena dose da toxina, para provocar um certo "efeito alucinógeno" em quem come!


Por causa dos riscos da ingestão do alimento, os cozinheiros e chefs de restaurantes são exaustivamente treinados até ganharem o aval para preparar o fugu para consumo.
Mesmo assim, cerca de 20 pessoas morrem por ano, intoxicadas pelo veneno do peixe!

FAROFA DE FORMIGA
http://4.bp.blogspot.com/_TZTUlgWcE6I/SK_4ayqTTkI/AAAAAAAAA0s/_BuR1...
O inseto aparece no cardápio rural brasileiro em certas áreas do Sudeste. A variedade preferida é o içá ou saúva - uma formiga que, dizem, tem um gosto parecido com amendoim. Além de consumida em farofa, ela também pode ser torrada com tempero ou congelada para comer durante o ano. E faz bem! Como vários outros insetos, as formigas são ricas em proteína, têm baixo teor de gordura e alto teor de fósforo.


Do outro lado do mundo, os chineses usam formigas para fabricar um vinho que é útil no tratamento de reumatismo e no fortalecimento dos músculos e ossos.

MORCEGO À CAÇAROLA
http://4.bp.blogspot.com/_TZTUlgWcE6I/SK_5GVuN91I/AAAAAAAAA00/sQXcx...

China, Vietnã e sudeste da Ásia
Os morcegos que fazem parte do cardápio humano são os que se alimentam de frutas. Escolhidos por não serem venenosos e por sua dieta saudável, os morcegos frutívoros têm baixo teor de gordura e uma carne cuja textura é comparada à dos frangos. Além da caçarola (um guisado com carne, vegetais e batatas), outras boas pedidas (quer dizer, boas pelo menos para os povos asiáticos) são a sopa e a lasanha de morcego.


Os entusiastas da carne de morcego acreditam que ela aumenta a potência sexual masculina e as chances de ter uma vida longa e feliz.

CANGURU AO VAPOR
http://2.bp.blogspot.com/_TZTUlgWcE6I/SK_5ltXWElI/AAAAAAAAA08/2GIP4...
Austrália
O hábito de comer cangurus começou com os nativos australianos, que cortavam o animal em diversas partes e mandavam ver. Hoje em dia, a carne do bicho é picada e cozida em vapor, com a adição de bacon, sal e pimenta para dar um temperinho. Não sobra nada: até o rabo é aproveitado para fazer sopa! O gosto é comparado ao da carne de avestruz, uma carne vermelha bem forte.


Os pratos feitos com canguru são vendidos em mais de 900 restaurantes, desde pizzarias
até serviços de quarto em hotéis cinco estrelas.

OMELETE DE LARVA DO BICHO-DA-SEDA

http://3.bp.blogspot.com/_TZTUlgWcE6I/SK_6nfQYbDI/AAAAAAAAA1E/dFqNA...

Tailândia, China
Na China, as larvas são fritas com cebola cortada e um molho grosso ou misturadas em omelete com ovos de galinha. Se você não curtir a textura tenra do recheio, também dá para comer a crisálida, a "embalagem" da larva, que parece uma casquinha crocante tipo um salgadinho.


Na Tailândia, depois de ser incluída na lista de comidas locais, em 1987, a crisálida do bicho-da-seda passou a ser adicionada às sopas na alimentação de crianças nas escolas tailandêsas.

SOPA DE CACHORRO
http://3.bp.blogspot.com/_TZTUlgWcE6I/SK_7C6teaoI/AAAAAAAAA1M/Gg4ZL...

Coréia do Sul, Sul da China, Hong Kong
Eis o lado polêmico da diversidade cultural: para nós, ocidentais, comer esse prato é uma tremenda cachorrada. Mas, entre os coreanos, o cão é considerado bastante energético e, de acordo com a crença, melhora o desempenho sexual dos homens. Além da carne dos au-aus, a sopa leva legumes e tem um cheiro forte, principalmente por causa do tempero - em geral, especiarias como açafrão, cravo e canela.

A venda da carne de cachorro já foi proibida por causa de protestos de protetores dos animais. Mas, em países como a Coréia do Sul, a fiscalização é frouxa e muitos restaurantes continuam fornecendo o prato.

CÉREBRO DE MACACO
http://1.bp.blogspot.com/_TZTUlgWcE6I/SK_7fqvRR2I/AAAAAAAAA1U/8DIr5...
Séculos antes do Indiana Jones, os africanos já cultivavam o costume de deglutir miolos de primatas. Anote o modo de preparo: primeiro, lave o cérebro (do bicho, claro) com água fria. Depois, acrescente vinagre ou suco de limão, retirando membranas e vasos sanguíneos da camada mais superficial. Conserve em salmoura e, finalmente, ponha a iguaria para cozinhar. Em todas as espécies de macaco, o órgão é rico em fósforo, proteínas e vitaminas.


Prefere outros cérebros? Tente o de gorila, considerado afrodisíaco. Na áreas rurais da Europa, fazem algum sucesso os cérebros de porco, de cordeiro e de carneiro...

Quem quiser ver a cena ( não recomendo) pode assistir ao documentário "Faces da Morte". Onde existem outras cenas também não interessantes a pessoas que se sensibilizam fácil.

CARANGUEJEIRA FRITA

http://3.bp.blogspot.com/_TZTUlgWcE6I/SK__nK6Z-nI/AAAAAAAAA1k/qNiTI...

América do Sul, Sul da África e Austrália
É preciso muita coragem para mandar esse bichão peludo para dentro, certo? Mas no caso da caranguejeira ou tarântula, as aparências enganam. Apesar de pavorosa, a espécie não é venenosa - e é a mais consumida no mundo por ser maior que as outras aranhas. A parte mais cobiçada é o abdômen do aracnídeo. É lá que fica a maior parte da carne - na cabeça estão as vísceras e no restante do corpo não há muito mais o que comer.


Os maiores consumidores de caranguejeira são os índios na América do Sul e os aborígenes na Austrália.

http://3.bp.blogspot.com/_TZTUlgWcE6I/SLAAafSTzzI/AAAAAAAAA1s/kS0CT...
Tudo bem que as comidas que mais achamos exóticas são as dos orientais, mas engana-se quem pensa que eles são os únicos a gostarem de coisas um tanto diferentes ao nosso paladar.
Em algumas partes do Texas é muito comum a degustação de cobras por exemplo. Dizem até que parece galinha. ( já não sou muito fã da penosa o que poderia dizer então da rastejante?!!)

http://2.bp.blogspot.com/_TZTUlgWcE6I/SLAAyh-dgDI/AAAAAAAAA10/Htn2m...
Os franceses comem pernas de rã(muito bom!) e caramujo. Australianos comem cangurus. Asiáticos comem gato, cachorro, escorpião cru , baratas em conserva e outros bichos também de outras formas.
http://4.bp.blogspot.com/_TZTUlgWcE6I/SLACo4OKCxI/AAAAAAAAA2E/WJ7CT...


Na Indonésia o morcego é criado para um "bem" diferente, é costume dar-se coração de morcego para uma pessoa com asma como se fosse um remédio. E a tradição manda que o coração seja retirado do animal vivo e ingerido enquanto ainda pulsa.
http://1.bp.blogspot.com/_TZTUlgWcE6I/SLABBkWQ1NI/AAAAAAAAA18/8rvGu...

Eles costumam comer também algumas outras iguarias tais como: ovos de tartaruga, patade urso, cavalos marinhos secos, sangue de cobra, pênis de crocodilo e tigre, testículos de bode, cartilagem de tubarão, esperma de baleia, chifres de rinoceronte, e os cérebros de macaco são consumidos livremente.

http://1.bp.blogspot.com/_TZTUlgWcE6I/SLAFJfPhu9I/AAAAAAAAA2s/JJmf7...

O sexagenário Hajjah Nurdiani ingeriu bílis de cobras durante cinco anos para curar um câncer, e ainda com medo de que seus ossos fossem afetados ingeria também a cartilagem de tubarão. Misturava tudo com água pela manhã. A bílis não tinha gosto de nada mas a cartilagem é horrível. Disse em entrevista ao jornal Dagens Nyhetr.
O viagra natural é o pênis de cobra, que sai em média por 8 dólares. Embora a população em grande parte seja muçulmana, as culturas ainda tem muito a ver com as raízes do povo indonésio.

http://2.bp.blogspot.com/_TZTUlgWcE6I/SLAEvVneqNI/AAAAAAAAA2k/upjyY...

Em Bali, as tartarugas são escapeladas vivas para manter a carne grudada aos cascos. Em Sumatra os macacos são assados vivos porque dizem que são muito mais saborosos se forem assados sem retirar o sangue do corpo. Em Hanói, Vietnã, é muito apreciado o cérebro dos cães, assim como salsichas servidas com feijão e ervas, e cachorro grelhado com gengibre ao molho de camarão. Não esquecendo também do fígado canino com pimenta e limão.
http://1.bp.blogspot.com/_TZTUlgWcE6I/SLAEeIBGQII/AAAAAAAAA2c/Ziw2J...

Mas como boa parte da população vietnamita é sub-alimentada, o que passar na frente é alvo fácil. O governo tentou certa vez diminuir o consumo de cobras, gatos e cachorros proibindo sua venda mas, em contrapartida aumentou o consumo de ratos. Quando os ratos começaram a ser algo raro entrou o caramujo no cardápio.

http://3.bp.blogspot.com/_TZTUlgWcE6I/SLAERavr5JI/AAAAAAAAA2U/7mttJ...
Durante o racionamento da segunda guerra chegavam a comer fígados, cérebros e intestinos de outros mortos em combate.
http://2.bp.blogspot.com/_TZTUlgWcE6I/SLAECI5r1VI/AAAAAAAAA2M/Igwu3...


Em um restaurante chamado Tommy's Joint, USA, a especialidade é servir animais selvagens. Entre elas temos: espeto de urso, hamburger de búfalo, tirinhas de marmota entre outros.
No interior americano também há o consumo de marmotas, bisões, pombo, esquilo e cervo ao gosto do freguês.

http://1.bp.blogspot.com/_TZTUlgWcE6I/SLAKT4WHQiI/AAAAAAAAA3E/85tsV...

Na Escócia há uma comida chamada haggis que parece muito com o nosso vatapá brasileiro, consiste na mistura de coração, pulmão(bofe) e fígado, bem condimentado e cozido dentro de um estômago de vaca.
http://3.bp.blogspot.com/_TZTUlgWcE6I/SLALHBNoTzI/AAAAAAAAA3M/eIYd7...

http://2.bp.blogspot.com/_TZTUlgWcE6I/SLAOfbKm1iI/AAAAAAAAA3c/l3aL_...ão entre as iguarias:
Bebidas com cobras, escorpiões e aranhas
Saquinhos com grilos, formigas, escorpiões fritos para comer onde você desejar
Espetinhos, enlatados, cozidos e muito mais.

http://3.bp.blogspot.com/_TZTUlgWcE6I/SLAU_o7WNEI/AAAAAAAAA3k/8oiAq...
Tem muitas outras comidas que aqui não foram ditas mas, tem algumas fotos.
Quem se interessar pelas iguarias pode conferir e até comprar pelo site http://www.thailandunique.com/store/
 Mais algumas fotos:
 
-->

13 de ago de 2013

Pizza light de frigideira

Pizza light de frigideira


Ingredientes:
1 disco de massa integral ou light de pizza de frigideira (ou rap  light)
1 copo de requeijão light
Espinafre ou brócolis picado
Cebola picada a gosto
Outros recheios a gosto

Passo a passo:
Prepare um creme de espinafre ou brocólis, refogrando o(s) legume(s) com uma cebola picada. Junte um pouco do requeijão de copo light.

Numa frigideira, coloque o disco de massa (não precisa óleo), o creme de espinafre ou brocolis e, por cima, jogue mais requeijão light. Tampe a pizza, abaixe o fogo e deixe por 2 minutos. Desligue o fogo e coma quentinha.
O recheio pode ser substituído por frango desfiado, atum, salmão, cogumelo ou vegetais. Mas não substitua o requeijão light por outros queijos para manter o mesmo valor calórico do prato.
-->

PIZZA DE FRIGIDEIRA

PIZZA DE FRIGIDEIRA


2 xicaras de trigo
1 ovo
1/2 xicara de leite
1 colher de fermento
1 pitada de sal

Modo de fazer

 

Coloque o ovo o leite e o sal e mexa e va adicionando o trigo aos poucos, o ponto da massa é até desgrudar das mãos, se faltar adiciona mas um pouco de trigo não precisa sovar muito a massa desgrudou da mão é o ponto.

Estique a massa no tamanho da frigideira anti aderente que vc possui em casa.
Faça isso com toda a massa.

Depois coloque um fio de oleo na frigideira e frite a massa dos dois lados

Depois recheie como pizza, coloque o molho de tomate o queijo o presunto, orégano, enfim o recheio de sua preferencia eu fiz de tomate seco ficou show.

Depois de recheada a pizza coloque em fogo bem baixo coloque uma tampa para abafar para derreter o recheio e pronto.

Gente é muito rápido essa receita rende 4 pizzinhas

-->

Pizza de sardinha com massa de liquidificador

  • Massa
  • 1 copo (tipo requeijão) de leite
  • 1 ovo
  • 1 colher (chá) de sal
  • 1/2 colher (chá) de açúcar
  • 1 colher (sopa) de margarina
  • 1 copo (tipo requeijão) de farinha de trigo
  • 1 colher (sopa) de fermento químico em pó
  • Recheio
  • 3 latas de sardinha ao molho de tomate
  • 1 cebola cortada em rodelas finas
  • 1 colher (sopa) de orégano
  • Azeitonas pretas a gosto
  • Pimenta calabreza a gosto (opcional)
  • Sal a gosto

Modo de preparo

Preparo:50mins  ›  Pronto em:50mins 

  1. Preaqueça o forno médio (180ºC). Unte e enfarinhe uma forma de pizza grande.
  2. Bata a massa no liquidificador, deixando para bater o fermento por último.
  3. Leve ao forno por 20 minutos, só até a massa firmar.
  4. Enquanto isso, misture todos os ingredientes do recheio.
  5. Retire a pizza do forno, espalhe o recheio e volte ao forno por mais 20 minutos ou meia hora, até massa dourar.
-->

Pizza rápida de liquidificador

*
x
ícara medida de 240ml

1½ xícara de farinha de trigo
1 xícara de leite
1 colher (sopa) de azeite
1 colher (café) de sal
1 ovo
1 colher (chá) de fermento em pó

Bata tudo no liquidificador e despeje em fôrma redonda (30cm) untada e enfarinhada. Alise para nivelar a superfície e leve para assar em forno pré-aquecido a 180˚C por 20 a 25 minutos. As bordas devem estar levemente coradas e soltando das laterais da fôrma. Tire e espalhe molho de tomate e recheio de sua preferência (desta vez usei molho pronto, presunto, cebola, mussarela, tomates e azeitonas.Polvilhei bastante orégano e reguei com um fio de azeite.

Leve de volta ao forno por mais 15 minutos e sirva em seguida.
-->

Massa para pizza Fácil

Massa para pizza Fácil:

Deixe descansar p
Ingredientes:
2 copos (240 gramas) de farinha de trigo
2 colheres (sopa) de óleo
1 colher de (café) sal
1 colher (sobremesa) açucar
2 tabletes de fermento para pão ou fermento seco 1 colher (sopa)
agua morna

Modo de preparo:
coloque a farinha de trigo em uma tigela e acrescente o óleo os dois tabletes de pão dissolvido no açucar e sal.
or

Mexa com uma colher de pau e vá colocando a agua morna aos poucos, sove a massa com as mãos até que ela desgrude das mãos. deixe descansar por 30 min.

Obs: se for fazer com o fermento seco não precisa fazer essa mistura é só colocar direto.

-->

Pizza margherita

Pizza margherita
Ingredientes:

MOLHO DE TOMATE:
• 600 g de tomates pelados maduros (pode ser em lata)
• 1 colher (sopa) de sal
• 3 colheres (sopa) de açúcar
• 2 colheres (sopa) de orégano (fresco, de preferência)

MASSA:
• 1 kg de farinha de trigo peneirada
• 500 ml de leite tipo A
• 30 g de fermento biológico "Fleischmann"
• 110 ml de óleo de milho (ou de girassol)
• 2 colheres (sopa) rasas de sal
• 1 colher (sopa) rasa de açúcar (este ajuda a massa a ficar mais crocante e dourada)

RECHEIO:
• 3 bolas de mussarela de búfala (para cada pizza)
• 1/3 de xícara (chá) de molho de tomate (para cada pizza)
• Manjericão a gosto, para decorar
• 1 fio de azeite de oliva para regar no final (para cada pizza)
Prepare assim:

MOLHO:
• Processe todos os ingredientes do molho (menos o orégano) no liquidificador;
• Ferva este molho por 5 minutos em uma panela;
• Coloque o orégano, desligue o fogo e utilize o molho na pizza;

MASSA:
• Dissolva o fermento no leite morno;
• Em uma vasilha grande, misture a farinha com o leite fermentado;
• Coloque o óleo e amasse com as mãos (o calor das mãos ajuda na fermentação da massa);
• Misture sal e açúcar e trabalhe a massa;
• Transporte-a para uma mesa ou superfície lisa, polvilhada com farinha. Trabalhe bem a massa, amassando-a constantemente e batendo-a na mesa (quanto mais se trabalha a massa, mais leveza ela adquire);
• Quando a massa não grudar mais nas mãos, é porque já está no ponto certo;
• Deixe a massa descansar numa vasilha grande por cerca de 3 a 4 horas, fazendo um corte )uma fenda) no seu centro para que ela "oxigene". Cubra com um pano e mantenha a vasilha num local livre de correntes de ar, em temperatura ambiente;
• Após descansar, divida a massa em 6 bolas (porções);
• Em uma superfície enfarinhada, achate a massa com as mãos e abra o disco de pizza com o auxílio de um rolo, cruzando as direções deste na massa, e virando-a de lado durante esse processo;
• Coloque o disco numa pedra apropriada para forno (ou assadeira) e leve ao forno bem alto (previamente aquecido), se possível a 380ºC, por cerca de 10 a 15 minutos. Para forno doméstico, pré-aqueça a 250ºC e asse por cerca de 30 a 40 minutos;

PREPARO DA PIZZA:
• Retire o disco do forno e espalhe o molho sobre a superfície do disco, deixando 1 cm de borda descoberta;
• Cubra com as bolas de mussarela fatiadas com a espessura de 2 a 3 milímetros, e volte a pizza ao forno por cerca de 2 a 3 minutos, ou até que o queijo derreta;
• Polvilhe com manjericão a gosto e um fio de azeite.
 
-->

30 de jul de 2013

cabeleireiro on line: Cuidados com o Cabelo

cabeleireiro on line: Cuidados com o Cabelo: Cuidados com o Cabelo O Regenerador Nutritivo Shock 3 Pro Repair f ortalece e regenera os fios, promove ação antiaging e devolve aos cab...

O Regenerador Nutritivo Shock 3 Pro Repair fortalece e regenera os fios, promove ação antiaging e devolve aos cabelos sua flexibilidade natural. Rico em antioxidantes, protege e nutre profundamente a fibra capilar, proporcionando brilho intenso a todos os tipos de cabelo. 80 reais acima de 3 kit entrega gratis em sua casa bh e região . frete 20 reais tel 3187490598 ou 3133762803

28 de mai de 2013

sais de banho!muito fácil fazer em casa

-->

SAIS DE ERVAS

Para 100 gramas você vai precisar de 80 gramas de sal grosso para cosméticos, 20 gramas de sulfato de magnésio, 3 ml de essência de ervas, 1 colher de sopa de ervas desidratadas (pode ser alecrim, erva-doce, arruda…) e 3 gotas de corante alimentar verde. O preparo é simples. Basta pôr todos os ingredientes em um saquinho plástico e sacudir até que tudo se misture. Caso você não tenha o sal grosso para cosméticos, use o sal grosso normal, que precisará ser desidratado da seguinte forma: ligue o forno e deixe-o aquecendo por 10 minutos. Depois desligue e coloque lá dentro o sal, até a temperatura ficar ambiente.

SAIS ESPUMANTES PARA SEDUÇÃO

Quer seduzir seu gato? Então anote a receita para 100 gramas:
Você vai precisar de 80 gramas de sal grosso para cosméticos, 20g de sulfato de magnésio, 3 ml de essência de flor de laranjeira, patchuli e ylang yalng, 10g de lauril sulfato de sódio e 3 gotas de corante alimentício vermelho. O modo de fazer é igual ao anterior. Ponha todos os ingredientes em um saco plástico fechado e sacuda até que se misturem.

SAIS HIDRATANTES

Para uma receita de 100 gramas você vai precisar de 80g de sal fino para cosméticos, 20g de sulfato de magnésio, 3 ml de essência de amêndoas, 10ml de óleo de amêndoas e 3 gotas de corante alimentício marrom. Para preparar, coloque todos os ingredientes em um saco plástico fechado e balance até misturar tudo. Caso você não tenha o sal fino para cosméticos, proceda da mesma forma que você fez com o sal grosso. Ligue o forno e deixe aquecer por 10 minutos. Desligue e coloque o sal lá dentro até atingir a temperatura ambiente.

SAIS ESTIMULANTES

Você vai precisar de dois terços de uma xícara de sal marinho, um terço de uma xícara de sais de sulfato de magnésio, uma colher de chá de glicerina e 3 gotas do óleo essencial de sua preferência. Para preparar é mais fácil ainda. Coloque todos os ingredientes em um recipiente e misture. Em relação aos óleos a dica  é juntar no máximo três tipos deles. Experimente a lavanda, o gerânio (tonificante e retira a oleosidade da pele) e o alecrim (dermopurifcante).

SAIS CALMANTES

O estresse está muito presente na sua vida? Então prepare sais calmantes. Você vai precisar de sal de cozinha, bicarbonato de sódio, óleo de girassol e óleo essencial de camomila, ylang-ylang e hortelã pimenta. O preparo é um pouco mais complexo agora. Faça uma mistura de sal de cozinha com o bicabornato de sódio em quantidades iguais. Adicione duas colheres de óleo de girassol para 1 xícara e meia e ponha os óleos essenciais. A hortelã pimenta é indicada para limpezas de pele, a camomila é um excelente calmante e o ylang-ylang tem como propriedade acalmar a pele, deixando-a suave.

remover manchas de desodorante das roupas

-->
O primeiro e mais simples método é o de pegar uma meia de nylon e simplesmente esfregar bem em cima da mancha. Em alguns casos funciona e é o primeiro método a ser testado, pois ele não danificará o tecido em hipótese alguma.
Outra alternativa é lavar a roupa de dentro para fora, na máquina de lavar. Isso fará com que a agitação da máquina remova facilmente a mancha. Nunca use esse método se na roupa tiver indicações para ser lavada a mão ou a seco.
O terceiro método é você fazer uma mistura de água com bicarbonato de sódio ou creme dental branqueador. Essa mistura deve ter a consistência de uma pasta, que será aplicada diretamente sobre a mancha. Deixe a roupa descansando a noite inteira, para só então no outro dia lavar com água corrente. Você também pode optar por utilizar detergentes com efeito branqueador. Só não use este método em roupas pretas, pois elas poderão descolorir.
O método do vinagre consiste em deixar a roupa à noite toda em uma solução de vinagre e água. O único detalhe é que o vinagre precisa ser o branco.
E a última hipótese é utilizar produtos próprios para a remoção de manchas como o Vanish. Basta aplicar o produto diretamente na mancha conforme as instruções do rótulo.

Conclusão

São diversos os métodos e você irá testar o que vai funcionar para o seu caso. Mas sempre se atente para lavar o quanto antes, de preferência, imediatamente após a ocorrência das manchas. E se perceber que seu desodorante está manchando suas peças o substitua.

retirando chicletes da roupa

-->
A primeira técnica a tentar é o congelamento da goma. Isso pode ser feito quando o item é pequeno, como por exemplo uma meia ou camiseta. A ideia é levar este item ao congelador dentro de um saco plástico até que a goma fique endurecida. Se a peça é muito grande, você pode tentar endurecer com um pedaço de gelo. Feito isso, é provável que a goma congelada seja removida facilmente se você raspar com uma faca ou mesmo com as unhas.

Utilizando agentes químicos

Outro método comum para remover a goma de mascar é usando vinagre quente. Para isso, basta usar um pano absorvente com o vinagre e aplicar diretamente sobre a goma de mascar. O vinagre irá penetrar entre a goma e o tecido, amolecendo-a e tornando simples o processo de remoção. Caso necessário, após remover um pedaço, aplique uma segunda mão de vinagre e faça o processo de remoção novamente. Logo após efetuar totalmente a remoção da goma, lave a peça.
Existem outros agentes químicos que podem lhe auxiliar na remoção da goma, embora esses resultados possam variar e até mesmo danificar a peça. O lubrificante doméstico WD-40 é um desses produtos que podem lhe auxiliar nessa remoção, bastando aplicar em cima da goma e aguardar que ela amoleça para poder remover. Da mesma forma, lave a peça imediatamente após a remoção.

Removendo com papel

Caso você não tenha sucesso nesses métodos, uma outra opção é utilizar um papel pardo. Para isso, coloque a peça de roupa sobre uma área plana e o papel pardo bem em cima da goma. Agora, com um ferro de passar roupa pressione sobre esta área. O calor irá amolecer a goma e um pedaço dela provavelmente estará sobre o papel pardo. Basta limpar a sobra.

Último recurso

Se nenhuma dessas técnicas deu certo, cabe partir a especialistas. Nesse caso, leve a sua peça a uma lavanderia, pois eles irão utilizar os produtos corretos que removerão a goma e o principal, sem danificar a peça.

aprenda a lavar suas peças de forma mais eficiente.

-->

Lavar roupas não é uma das tarefas caseiras preferidas das mulheres. Com as dicas abaixo, aprenda a lavar suas peças de forma mais eficiente.

Lavar roupa também possui segredinhos e truques e é claro que você quer saber quais são eles. Uma roupa lavada sem cuidado pode ser danificada de forma irreversível. Leia o texto a seguir e descubra como suas peças podem ser limpas eficientemente e durarem muito mais:
Como lavar suas roupas eficientemente
- Nunca misture roupas brancas com as coloridas e escuras. Lave-as separadamente evitando dessa forma manchas e prejuízos;
- Separe peças grandes das pequenas antes de você colocá-las na máquina. Assim elas não se enroscarão durante a lavagem;
- Roupas pessoais não devem ser lavadas juntas com as de cama e banho. O mesmo vale para os panos de pano de prato e mesa. Leve à máquina de lavar todas elas separadamente;
- Para facilitar sua vida, deixe um cesto no banheiro para colocar toda a roupa suja;
- Peças sujas demais devem ser lavadas em separado. Misturar sujeiras provenientes de origens diferentes como suor e barro, por exemplo, pode piorar a situação;
- Muito cuidado ao lavar roupas coloridas. Não lave seguindo seu instinto. Leia as instruções da etiqueta e faça exatamente como está ali. Nem todas podem ser postas de molho;
- Para tirar o encardido de roupas brancas, deixe-as em uma bacia, de molho, com água e sabão;
Fazer uma pré-lavagem antes de pôr a roupa na máquina contribui para uma limpeza mais eficiente. Em peças engorduradas passe detergente na região atingida e esfregue o tecido ainda seco;
- Para evitar que peças se grudem uma nas outras dentro da máquina de lavar, feche os zíperes e botões;
- Vasculhe bolsos antes de colocar as roupas na máquina. Estando todos vazios, deixe-os virados do avesso;
- Fivelas, cintos e broches podem danificar suas peças. Retire todas antes de começar a lavar;
- Não lave camisas com as mangas dobradas;
- Se você costuma perder as meias dos seus respectivos pares dentro da máquina, prenda-as com alfinete de segurança;
- Roupas estampadas e de tons escuros devem ser lavadas do avesso, evitando o desbotamento;
- Para descobrir se a peça solta tinta, umedeça um pano branco com água e sabão. Dê uma esfregadinha no tecido e, caso saia manchado, lave em separado;
- Use a quantidade de sabão em pó ou líquido indicada na embalagem. Além do necessário, sua roupa corre o risco de ficar manchada. Em roupas sujas demais, faça uma pré-lavagem;
- É um grande erro colocar o sabão direto no tecido, estando ele dentro da máquina. Para isso existe um compartimento apropriado com a função de diluir o produto com a água;
- Você sabe quanto tempo as roupas devem ficar de molho? Uma hora para aquelas sem sujeirinhas em excesso e duas para tecidos com manchas mais complicadas para remover. Além desse tempo é inútil, pois os produtos perdem seu poder de ação. Existe ainda a possibilidade das peças ficarem com mau odor;
- Verifique se suas peças estão bem enxaguadas para o tecido não endurecer depois de seco;
- Amaciante despejado diretamente no tecido pode trazer resultados ruins. Use o compartimento da máquina destinado para o produto ou o misture com água;
- Higienize sua máquina de lavar roupa a cada dois meses. Com ela vazia, ponha aproximadamente meio litro de água sanitária. Após, ligue no ciclo normal com o nível de água alto;
- Não se esqueça dos filtros, já que eles retêm os fiapinhos que se soltam das roupas. Passe apenas água, de forma mais frequente.
Aproveite as dicas e otimize seu tempo.

27 de mai de 2013

Dicas para diminuir o consumo de energia

-->
1. Use uma garrafa térmica com água gelada
Compre uma garrafa térmica de 2 a 5 litros. Abasteça-a com água bem gelada e uma bandeja de cubos de gelo pela manhã. Você terá água gelada até a noite e evitará o abre-fecha da geladeira toda vez que alguém quiser beber um copo d’água.
2. Antes de cozinhar, retire da geladeira todos os ingredientes
Evite o abre-fecha da geladeira toda vez que seu cozido precisar de uma cebola, uma cenoura etc.
3. Troque lâmpadas incandescentes por fluorescentes
Lâmpadas fluorescentes gastam 60% menos energia que uma incandescente. Assim, você economizará 136 quilos de gás carbônico anualmente.
4. Não deixe seus aparelhos em standby
Simplesmente desligue ou tire da tomada quando não estiver usando um eletrodoméstico. A função de standby usa cerca de 15% a 40% da energia consumida quando o aparelho está em uso.
5. Mude sua geladeira ou freezer de lugar
Ao colocá-los próximos ao fogão, eles utilizam mais energia para compensar o ganho de temperatura. Mantenha-os afastados pelos menos 15cm das paredes para evitar o superaquecimento. Colocar roupas e tênis para secar atrás deles então, nem pensar!
6. Descongele geladeiras e freezers antigos a cada 15 ou 20 dias
O excesso de gelo reduz a circulação de ar frio no aparelho, fazendo que gaste mais energia para compensar. Se for o caso, considere trocar de aparelho. Os novos modelos consomem até metade da energia dos modelos mais antigos, o que subsidia o valor do eletrodoméstico a médio/longo prazo.
7. Use menos água quente
Aquecer água consome muita energia. Para lavar louça ou roupas, prefira usar água morna ou fria.
8. Pendure ao invés de usar a secadora
Você pode economizar mais de 317 quilos de gás carbônico se pendurar as roupas durante metade do ano ao invés de usar a secadora.
9. Desligue o computador
Muita gente tem o péssimo hábito de deixar o computador ligado ininterruptamente, às vezes fazendo downloads, às vezes por pura comodidade. Desligue o computador sempre que for ficar mais de 2 horas sem utilizá-lo e o monitor por até quinze minutos.
10. Desligue o ar-condicionado uma hora antes do final do expediente
No final do expediente a temperatura começa a ser mais amena e o uso não é tão necessário. Num período de 8 horas, isso equivale a 12,5% de economia diária, o que equivale a quase um mês de economia no final do ano.

Líquidos anticongelantes

--> Para grandes instalações frigoríficas.
Urna solução de 
-sal de cozinha de 25% pode atingir uma temperatura de 17,5% sem
congelar, 
-uma solução de cloreto de calcio de 25% vai até 22°, 
-uma solução de cloreto de magnésio de 25%. pode ter 31° sem congelar.

Para eliminar a influência nociva do sal de cozinha e do cloreto de cálcio nas peças de ferro, adiciona-se: 
-a l kg  sal de cozinha, 10 a 20 grs. de carbonato de sódio
-a l kg.  cloreto de cálcio,  5 grs. de hidróxido de sódio.

Sal frigorífico.

O sal para a produção de misturas frigoríficas contém 20% de cloreto de cálcio, 6% de cloreto de sódio, 20% de cloreto de-magnésio, 13% de cloreto de potássio e 41% de água. Misturando-se estes sais com a mesma quantidade (em volume) de neve de 0° obtem-se uma mistura frigorífica, cuja temperatura se abaixa
ate 15 a 20°. Misturando-se os sais com gelo despedaçado de 5°,  a temperatura da mistura decresce de 30°.

Misturas frigoríficas.

1. -1000 partes de nitrato de amónio triturado são dissolvidas, em l litro de água fria, pelo que a temperatura abaixa cerca de 20°
2. -5 partes de nitrato de amónio — 6 partes de sulfato de sódio são misturadas com 4 partes de ácido nítrico diluído, dando um abaixamento de cerca de 30°.
3. -l parte de nitrato de amónio — 2 partes de neve. Abaixa­mento até 17°.
4. -l parte de sal de cozinha — 3 partes de cloreto de cálcio. cristalisado. Temperatura até 33°.

O hiposulfito de sódio pode ser empregado para a produção de frio. Este é apropriado especialmente para o uso nas residências particulares.
Para este fim põe-se em vidros cilíndricos, que pos­suam uma tampa com fecho hermético (capacidade ca. de 1 l/2 li­tros), uma quantidade de 1 l/2 kgs. de hiposulfito de sódio cristali­sado e l litro de água fria.
A temperatura desta mistura cai de cerca de 15 a 18°.
Estes vidros podem ser postos em água que se torna, dentro de pouco tempo, muito fria.
Para recuperar o hipo­sulfito de sódio, deixa-se a solução, que se satura pouco a pouco, ao ar livre. Aquecendo ligeiramente, o sal fica cristalisado, no vidro, e pode ser utilisado novamente.

Tratamento para o Couro

-->

Tratamento para o Couro

Graxa para couro de cromo- Tintas - Pasta Polidora  - Goma Brilhante - Verniz para Couro - Impermeabilização

O couro curtido a cromo é libertado do seu conteúdo de ácido mediante uma lavagem com uma solução de bórax, carbonato sódio, giz, etc., e depois, engraxado. As graxas
comuns do mercado são constituídas, principalmente, por misturas de sabão com graxa insaponificada, e possuem um conteúdo total de graxa entre 20 e 70%.

Graxas para couro.

As graxas para couro são misturas de óleo de peixe, óleo vaselina, sebo, lanolina, etc., às quais se adiciona um pouco ceresina.

1. Graxa para couro preto. 

Derrete-se 30 grs. de vaselina adicionado com 5 grs. de fuligem,  e complementa-se, sob revolução,  mais 70 grs. de vaselina.

2: Dissolve-se cebo em óleo de fígado de peixe quente e adiciona-se 100 grs. de glicerina por cada 400 grs. desta solução.

3. Mistura-se 250 partes de óleo de vaselina — 250 partes de óleo de colza — 250 partes de óleo de rícino — 250 partes de óleo de peixe — 2 partes de nitrobenzol.

4. Graxa para couro fino. 

 50 grs. de óleo de terebentina 100 grs. de óleo vegetal — 40 grs. de cera carnaúba — 15 grs. de asfalto — 2 grs. de nitrobenzol, são derretidos no banho-Maria.

Tinta preta para couro.

a.—8 partes de bicromato de potássio
   — 320 partes de sulfato de ferro
   — 40 partes de sulfato de cobre
   — 2500 partes de água são dissolvidas e filtradas.

Depois disso,  prepare outra solução  pelo modo seguinte:

b. —2500 partes de água são aquecidas, e dissolve-se nesta água 38 partes de preto de anilina e 2 partes de azul de anilina.
Esta solução deixa-se esfriar antes de mistura-la à outra solução.

O couro a ser tingido deve ser escovado, antes, com uma mistura de l parte de amónia líquida e 25 partes de água. Depois aplica-se a tinta mediante uma outra escova.

Tinta de bronze para couro.

Pó de bronze é preparado com uma solução de l parte de tanino em 20 partes de álcool. Esta mistura é aplicada mediante uma esponja ou um pincel.

Tinta para polir as solas.

Num cadinho, derrete-se 32 grs. de cera de carnaúba e mistu­ra-se a massa quente com uma solução quente de 5 grs. de sabão sódico e 7,5 grs. de carbonato de potássio em 150 grs. de água dis­tilada.
Adiciona-se à mistura homogénea uma solução, preparada a quente, de 10 grs. de bórax e 80 grs. de caseina em 250 grs. de água, além disso uma solução de 1,5 de ácido salicílico em 5 grs. de álcool e, finalmente, um pigmento.
Para a coloração emprega-se: para amarelo: ocre; para castanho: umbra; para preto: uma mis­tura de nigrosina e fuligem.

Tinta preta para couro curtido.

Derrete-se 10 grs. de cebo
— 6 grs. de óleo de peixe
— 4 grs. de ceresina
— e adiciona-se 4 grs. de sabão de cebo e, finalmente, l gr. de sulfato de ferro e 2 grs. de fuligem.

Pasta polidora para couro.

50 grs. de terebentina — 100 grs. de goma-laca — 420 grs. de álcool — 10 grs. de extrato de campeche — 3 grs. de dicromato de potássio — 5 grs. de sulfato de índigo. A goma-laca é dissolvida no álcool, e a esta solução adiciona-se as demais substâncias.

Pasta polidora para couro de cor.

10 partes de cera de carnaúba — 30 partes de óleo de tereben­tina — 15 partes de água — 15 partes de sabão fino.

Verniz para couro.

1. Aquece-se 480 grs. de álcool com 20 grs. de, óleo de tere­bentina, sob revolução, adiciona-se 80 grs. de goma-laca e 20 grs. de sandarac e, depois da dissolução, 40 grs. de terebentina espessa. Deixa-se esfriar, e adiciona-se 10 grs. de fuligem preparada com um pouco de vinagre. Antes do uso, o preparado deve ser agitado

2. Verniz de cor castanho claro para couro.
Em 3,575 litros de álcool dissolve-se, sem aquecimento, 500'grs. de goma-laca — 500 grs. de sandarac — 174 grs. de cânfora — 22,5 grs. de óleo da alfazema.

3. Verniz sem álcool, 
    a) Em 30 partes (em peso) de água fervente dissolve-se 1,5 partes (em peso) de bórax e 4 partes (em peso) de goma-laca. Além disso, dissolve-se 2 partes (em peso) de extrato de campeche e 2 partes (em peso) de sulfato de ferro em 3 partes (em peso) de água. Esta solução é adicionada à solução de goma-laca e agitada bem. O verniz tem uma. cor esverdeada, que se torna rapidamente preta,
   b) 150 grs. de. goma-laca e 50 grs. de bórax são dissolvidos, no banho Maria, em 800 grs. de água; filtra-se e adiciona-se 10 grs. de nigrosina.

4. Verniz preto.

30 grs. de colofônio — 60 grs. de sandarac — 120 grs. de goma-laca são moidos e dissolvidos em 900 grs. de álcool. Esta solução mistura-se com 30 grs. de terebentina, e adicio­na-se, depois da filtração, 15 grs. de fuligem fina preparada com um pouco de álcool.

5. Verniz preto.

— 85 partes de goma-laca
— 20 partes de san­darac
— 15 partes de mástique
— 30 partes de terebentina de Venezia
— 10 partes de preto de anilina solúvel em álcool
— 1000 partes de álcool de 95%.

Verniz para objetos rijos de couro.

Põe-se numa garrafa de folha em água quente (não fervente), e dissolve-se na mesma 227 grs. de mástique e a mesma quantidade de terebentina espessa em 2,2 litros de álcool.

Goma brilhante para couro.

1. 4 kgs. de água são aquecidas até a ebulição. Nesta água deita-se 650 grs. de goma-laca vermelha — esparge-se sobre esta solução 150 grs. de bórax cristalizado e continua-se fervendo até a dissolução completa.
Depois disso, adiciona-se cerca de 125 grs-de nigrosina solúvel em água.
De outro lado, prepara-se uma mis­tura de 100 grs. de glicerina e 10 grs. de amónia líquida, que se adiciona à primeira solução.
Toda a mistura é filtrada por um pano de linho, e depois adiciona-se 5 grs de aldeído fórmico.

2. 19 partes de bórax são dissolvidos em 500 partes de água, com aquecimento, numa caldeira de cobre. Depois da dissolução, adiciona-se, sob revolução contínua, 75 partes de goma-laca pulve­rizada. Tendo-se dissolvido a goma-laca, junta-se 9 partes de preto de anilina e 0,3 partes de azul de anilina, dissolvidos em 10 partes de água e 5 partes de álcool de 95%.

3. —6 partes de galipot
    — 12 partes de goma-laca
    — 6 partes de lixívia de sódio de 38° Bé
    — 2 partes de bórax
    — 100 partes de água.
Esta mistura é fervida até a dissolução completa. Depois, filtra-se e adiciona-se uma solução de 4 partes de prelo de anilina em 30 partes de água quente.

Para obter outras cores, emprega-se as tintas anilinas corres­pondentes, em lugar do preto.

4. Goma para couro de cor amarela.
— 24 partes de cera ama­rela
— 5 partes de potassa
— 1,5 partes de sabão sódico
— 72,5 partes de água; ferve-se estas substâncias até se formar um líquido láteo.
A este líquido adiciona-se 50 partes de óleo de terebentina e 0,6 partes de amarelo de anilina, dissolvida em 5 partes de álcool de 95%.

Goma impermeável para couro.

1. Derrete-se 1 kg. de parafina dura com 300 grs. de óleo de linhaça e adiciona-se a esta massa um pouco de nigrosina. Esta massa é vasada em pequenos moldes chatos, para formar assim chapinhas de cerca de 100 grs. cada uma. O couro é esfregado com esta massa, sem aquecimento, e depois da aplicação, passa-se forte­mente com um  pano.

2. 1 kg. de óleo de linhaça ferve-se com resinato de manganês e adiciona-se 1/2 kg. de graxa de carneiro — 200 grs. de cera de carnaúba — 130 grs. de colofônio.

Impermeabilização do couro.

8 partes de cebo são derretidas com 4 partes de óleo de linhaça e 1 parte de borracha, em pedacinhos. Depois do esfriamento, mis­tura-se a solução em 12 partes de verniz de âmbar.

Impermeabilizar Tecidos e Papéis

-->

Impermeabilizar Tecidos e Papéis -

Panos para guarda-chuvas, Papel Impermeável, Tecidos impermeáveis, Tecidos e Madeiras refratários, Panos para fins militares


Tornar impermeável o papel.


1  — Aplica-se em ambos os lados do papel uma solução de 1 parte de glicerina — 1 parte de gelatina — 4 partes de água.
Depois de secar, passa-se o mesmo através de uma solução de al­deído fórmico de 10%. Depois disso seca-se novamente; o papel foi modificado de tal modo que o vapor de água fica sem influência.
2  — Para tornar impermeável papel de embalagem, dissolve-se, de um lado, 750 grs. de sabão branco em 1 litro de água e de outro lado 60 grs. de goma arábica e 180 grs. de ¹cola em 1 litro de água. As duas soluções são misturadas e o papel mergulhado e secado.
¹  Cola;  No início do século usava-se diversos materiais para preparação de colas; Amido, Dextrina, Caseina, Goma Arábica, Cautichu, Gutaperra, Mastique, Gelatina animal, Cola de Peixe. Recomenda-se trabalhar com materiais da época ao usar as fórmulas contidas no blog. 
3 — Papel para manteiga:
2/3 partes de cloreto de magnésio e 1/3 parte de glicose são dissolvidos a uma solução de 28 a 30° Bé e um peso específico de 1,2254 a 1,2462. 
Esta solução é aplicada de um lado do papel e o mesmo é secado cuidadosamente.

Tornar impermeáveis os tecidos.


1. O pano é mergulhado, durante um dia, numa solução fria de acetato de cálcio de 5° Be, quimicamente pura. Depois disso, ele é centrifugado, secado a uma temperatura de 60° e depois mer­gulhado numa solução de sabão (5:100 com água). 
Finalmente rnergulha-se o pano novamente no primeiro banho, centrifuga-se e deixa-se secar.

2. O pano é mergulhado, durante 8 minutos, num banho de 100 grs. de graxa — 900 grs. de benzina — leite de cal de 20 grs. de cal cáustica com 80 grs. de água.

Tornar impermeável panos para guarda-chuvas, etc.


Para este fim os tecidos são tratados de tal modo que eles não absorvem a água. Os tecidos ficam porosos. A água é re­pelida pelo tecido e não pode penetrar no mesmo.
Como corpos de impregnação podem ser empregados todas as graxas, óleos, ce­ra, etc. Estas substâncias são dissolvidas em dissolventes muito fluidos e os tecidos mergulhados nestas soluções. 
Depois de reti­rado, os tecidos são suspensos ao ar livre, para secar.. 
Como meio repulsivo de água não podem ser empregados, em estado separa­do, por si só, os óleos ou graxas líquidas, porque eles tornariam os tecidos gordurosos. E as graxas muito duras, como a estea­rina, os tornariam duros.
As substâncias mais apropriadas pa­recem ser as semi-duras, como cera, cebo, parafina, além disso misturas de cera, cebo e estearina. Recentemente emprega-se, para este fim, também a lanolina natural. Como dissolvente muito apro­priado deve ser considerada a benzina.
A quantidade da substân­cia repulsiva de água, que fica retida nas fibras, não deve ser dema­siadamente grande: ela deve ser tão grande que a fibra é repul­siva à água.


Verniz Isolante

O verniz é apropriado para impregnação de construções metálicas, alvenaria úmida, impregnação e impermeabilização de madeira e tecidos
  (Ver Fabricação de Vernizes)

Madeira Refratária


1. Aquece-se uma solução de:

— 30 partes de alúmen 

— 10 par­tes de sulfato de zinco 

— 5 partes de sulfato de cobre 

— 100 litros de água. 

A madeira deve permanecer, nesta solução, cerca de 4 a 5 dias, depois do que a mesma é secada.

2. Prepara-se uma solução de 20 a 28 partes de silicato de sódio em 100 partes de água. 

A madeira fica na solução durante um dia, é secada e, depois, mergulhada numa solução de —10 partes de cloreto de amónio 

— 10 partes de cloreto de cálcio 

— 10 partes de cloreto de magnésio. 

A madeira é novamente secada ao ar. A madeira assim tratada é pouco atacada pelo fogo.

3. Uma solução de: 

—10 kgs. de fosfato de amónio 

— l kg. de acido bórico 

— 100 litros de água.


Tecidos refratários

As seguintes impregnações se aprovaram como remédios efica­zes para evitar ou, pelo menos, retardar o queimar de tecidos:

1)
— 8 kgs. de sulfato de alumínio 
— 2,5 kgs. de cloreto de amó­nio 
— 3 kgs. de ácido bórico 
— 1,75 kgs. de bórax 
— 2 kgs. de amido 
— 100 litros de água.
2)
— 5 kgs. de alúmen (pedra hume) 
— 5 kgs. de sulfato de-amónio 
— 100 litros de água.
3) Dissolve-se 15 kgrs. de bórax em 50 litros de água. 
Se­paradamente, dissolve-se 11 kgs. de sulfato de magnésio (sal amar­go) em 50 litros de água. As duas soluções são aplicadas, conse­cutivamente.
4)
— 2 kgs. de bórax 
— 6 kgs. de alúmen 
— 1 kg. de tungstato-de sódio 
— 100 litros de água.
5)
— Os tecidos são impregnados com uma solução de 8 partes de cloreto de amónio 
— 2,25 partes de hiposulfito de sódio 
— 10 partes de sulfato de amónio 
— 4,5 partes de bórax 
— 75,25 partes de água.



Couro impermeável e durável.

O couro é mergulhado em água e parcialmente secado; de­pois aplica-se óleo de linhaça do lado do cabelo. Secado o óleo de linhaça, emerge-se o couro num banho de cimento, bórax e agua. Secado o couro de novo, aplica-se óleo de linhaça em ambos os lados do mesmo



Tornar impermeável panos para fins militares.

Como meio de impregnação serve uma solução de lanolina li­vre de água, com uma concentração de 10% em benzina ou benzol. 
A lanolina deve ser liquefeita preliminarmente, por aqueci­mento e adição de um pouco de clorofórmio ou sulfureto de carbono. 
Em lugar destes líquidos facilmente inflamáveis, pode-se empre­gar também tetracloreto de carbono ou cloreto de etileno. 
Os pa­nos ou vestidos são mergulhados, por poucos minutos, no banho, centrifugados ou comprimidos, e secados ao ar. 
Este tratamento não ataca a cor ou porosidade dos tecidos. 
Tão pouco é necessá­rio tirar os botões ou outros ornamentos, distintivos, etc.


Impregnar cortiça contra ácidos.

Dissolve-se 500 partes de gelatina em 24 partes de glicerina, aquece-se até 45° e deixa-se a cortiça durante algum tempo nesta solução.
Depois disso lava-se e seca-se a cortiça. A cortiça é posta, então, num banho, de 40°, de 20 partes de vaselina e 70 partes, de parafina, permanecendo neste banho durante algum tem­po.
A cortiça é insensível contra ácidos e outros líquidos quando os mesmos não são dissolventes de vaselina ou parafina.
Espirito do vinho, eter, benzina, benzol e outros líquidos atacam a cortiça por dissolução da camada protetora da mesma.
Todos os líquidos aquosos, porém, sejam ácidos ou alcalinos, deixam a cortiça inalterada.


como fazer graxas para sapatos de todas as cores

-->

Graxa barata:

      Uma mistura de 2 colheres (das de sopa) de vinagre e 4 colheres de cerveja são fervidas, e adiciona-se pequena quantidade farinha de batata
finamente distribuída em água, de modo que obtenha uma pasta bem fluida.
 A esta pasta, adiciona-se 2 colheres (das de sopa) de fuligem.

Massas para graxas:

1.   1000 partes de graxa de carneiro — 250 partes de óleo oliva — 250 partes de cera de
carnaúba — 125 partes de óleo terebentina e 125 partes de fuligem finíssima (misturada em óleo de oliva) são derretidos em conjunto.
2 .   2000 partes de cera de abelha — 1000 partes de cebo — 250 partes de fuligem finíssima.
Esta graxa é vendida em forma de barras ou esferas, embrulhadas em folha de estanho (estanhol).   Para o uso, aplica-se graxa uniformemente sobre o couro. Depois disso, esfrega-se com um pano de lã, até obter um brilho.

Graxa de cor castanha:

      180 grs. de cera amarela são dissolvidas em 300 grs. de óleo de linhaça e 900 grs. de aguarás, no banho-Maria, num recipiente fe­chado. Separadamente, prepara-se uma mistura de 120 grs. de sa­bão sódico em 1,140 litros de água e adiciona-se esta mistura à pri­meira. Revolve-se até o esfriamento, e adiciona-se a dissolução de 12 grs. de Nanquim castanho em 45 grs. de álcool.

Graxa amarela:

     120 grs. de cera amarela — 15 grs. de potassa — 7,4 grs. de sabão potássico são cozidos em 360 grs. de água distilada, até se formar uma massa homogénea, à qual se adiciona 204 grs. de aguarás e uma solução de 0,25 grs. de fosfina em 14 cm3 de álcool. Toda a massa deve ser bem revolvida, adicionando-se tanta água que resulte um peso total de 720 grs.

Graxa preta:

      1 Derrete-se, por aquecimento com vapor ou no banho-Maria, cera preta; a massa deve ter a temperatura mínima de 100 e má­xima de 130° C. Depois disso, adiciona-se 15 partes de nigrosina solúvel em graxa e, depois da dissolução, 420 partes de óleo de terebentina americano. A massa pronta é revolvida até atingir a temperatura de 25° C. Para enlatar, a massa é aquecida a 55°, sendo porém necessário evitar chamas abertas. Para obter um produto mais barato, um terço da cera preta pode ser substituída por para­fina. Em lugar do óleo de terebentina, pode ser utilizada resina de terebentina.
     2. 5 grs. de cera de abelha — 5 grs. de parafina dura — 1.5 grs. de nigrosina solúvel em graxa — 0,5 grs. de estearina — 1,7 jgrs. de óleo de terebentina — 17 grs. de benzina pesada (0,885).

Pó branco para calçados:

     Para limpar calçados brancos de linho pode ser utilizado o se­guinte preparado: 500 grs. de cola branca e 500 grs. de goma arábica são dissolvidas em 3,225 kgs. de água; adiciona-se 750 grs. de giz precipitado, e 50 grs. de óleo de citronela.  Toda a mistura de ser revolvida energicamente.  Em lugar do giz, pode ser utilizado litopone.

Graxa de boa qualidade, para calçados:

     300 grs. de carbonato de sódio são dissolvidos em 3000 grs. água, sob ligeiro aquecimento; depois de ter adicionado 30 grs. sabão de Marselha, aquece-se até a ebulição.  Em seguida, adiciona-se 40 grs. de resina de pinho — 250 grs. de cera — 150 grs. cera de carnaúba.  A coção deve continuar até que a massa esteja bem homogénea. Depois disso adiciona-se em pequenas quantidades 50 grs. de tártaro pulverizado e, quando a massa estiver um pouco mais esfriada, 250 grs. de óleo de terebentina.
Revolve-se até a massa começar a se solidificar, e neste estado passa-se a mesma para as latas. Como pigmento, utiliza-se nigrosina para o preto, crisanilina para amarelo, e pardo Bismarck para castanho.

Cera para sapateiros:

     Derrete-se 100 grs. de cera amarela, e adiciona-se 20 grs. de talco — 10 grs. de goma arábica finamente pulverizada —, 10 gr de fuligem finíssima. Esta mistura deve ser bem amassada e formada em cones ou bolas.


Óleo para solas de calçado:

     400 grs. de colofônio e 200 grs. de óleo de cozido são derretidos  juntos. Depois disso, retira-se do fogo por causa do perigo de incêndio, adiciona-se, num outro recinto, 350 grs. de óleo de terebentina e 250 grs. de benzina.
Para que as solas sejam mais duráveis e mais resistentes a umidade, aplique-se a mistura preparada repetidamente, até que couro não absorva mais a mesma.

FALE GRATIS: como fazer uma cola super poderosa

FALE GRATIS: como fazer uma cola super poderosa: *   Super Cola (cola Super Bonder) Ingredientes: - 20 gr. de canudo de plástico vagabundo, desses usados para tomar refrigerante no ...

22 de mai de 2013

chocolate em pó

-->

 Ao invés de comprar o chocolate em pó no mercado, saiba que é possível fazer essa delícia em casa a partir da fruta cacau.
Esta forma de fazer chocolate em pó foi retirada da Toda Fruta, edição de setembro de 2004.
Após colher e quebrar o fruto do cacaueiro, retire as amêndoas e coloque para secar ao sol sobre um encerado plástico ou lona. Estando completamente secas e sem umidade separe um 1 quilo das amêndoas de cacau numa assadeira ou panela, leve ao fogo para torrar mexendo constantemente com uma colher-de-pau. Aperte as amêndoas entre os dedos para observar se a casca sai facilmente. Se assim for, apague o fogo e descasque todo o cacau torrado.
Passe todas as amêndoas em uma máquina de moer carne ou cereais
Acrescente à massa obtida 2 litros de leite e 2 Kg de açúcar.
Bata no liquidificador e peneire
Leve ao fogo mexendo sem parar com uma colher-de-pau, até a massa soltar da panela (é o ponto certo)
Chocolate em Pó: Após o ponto apague o fogo e continue mexendo até tornar-se granulado, em seguida passe na máquina de moer carne e use uma peneira fina.

Fanta Laranja Caseira.

--> Para que você faça o seu refrigerante vou ensinar como "fabricar" a sua Fanta Laranja Caseira.


Ingredientes Necessários:


  • 3 cenouras;
  • 2 limões;
  • 1 maracujá;
  • 1 litro de água mineral com gás;
Preparo:
  • Bata a cenoura no liquidificador ou em um Mix;
  • Coe e retire o Bagaço;
  • Adicione o suco do limão;
  • Adicione o suco do Maracujá;
  • Adicione 1 Litro de Água Mineral com Gás.
  • Adoçante a gosto, se necessário.

As crianças e adultos irão gostar muito!
Faça, experimente e deixe os seus comentários.

17 de mai de 2013

cabeleireiro on line: xampu e tratamento

cabeleireiro on line: xampu e tratamento: xampu e tratamento aula 9 (lembre-si aqui estou passando a teoria e a tecnica voce deve fazer tudo isto na pratica , quanto mais pratica...

1 de mai de 2013

"panqueca americana

-->

Ingredientes

  • 1 xícara (chá) de farinha de trigo peneirada
  • 1 colher (chá) de fermento em pó
  • 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
  • 1 pitada de sal
  • 2 colheres (sopa) de açúcar
  • 2 colheres (sopa) de manteiga derretida
  • 1 ovo grande
  • 1 xícara (chá) de leite

Modo de Preparo

Em uma tigela grande, misture a farinha, o fermento, o bicarbonato, o sal e o açúcar. Vá acrescentando os ingredientes restantes, mexendo com um batedor de arames até que fiquem incorporados. Deixe a massa descansar por 5 minutos. Aqueça uma frigideira antiaderente e pincele com manteiga. No centro, espalhe 2 colheres (sopa) da massa para formar uma panqueca grossa de 10 cm de diâmetro. Deixe cozinhar em fogo baixo até formar bolhas e dourar o lado inferior. Vire e doure o outro lado. Repita o processo com a massa restante, pincelando com manteiga a cada panqueca. Sirva no café da manhã ou no lanche. Acompanha bem manteiga, mel ou geléia.

batata gratinada

--> 5 batatas grandes
· 2 dentes de alho
· 3 colheres (sopa) de manteiga em temperatura ambiente
· 1 e 1/4 de xícara (chá) de leite
· 1 xícara (chá) de creme de leite
· Sal, pimenta-do-reino e noz-moscada a gosto

Modo de preparo

Corte um dente de alho ao meio e outro em cubinhos. Reserve. Esfregue as metades do dente de alho em um refratário e unte-o com uma colher (sopa) de manteiga. Reserve. Em uma tigela, misture o leite, o creme, o alho picado, o sal, a pimenta, a noz-moscada e a manteiga restante. Descasque as batatas e corte-as em fatias finas. Junte-as à mistura de leite e leve ao fogo baixo, mexendo de vez em quando. Cozinhe por três minutos.

Com uma escumadeira, transfira as batatas para o refratário preparado, dispondo-as em camadas. Regue com o leite e cubra com papel-alumínio. Asse em forno médio por 30 minutos. Retire o papel-alumínio e deixe dourar a superfície.

Yakisoba Receita

-->

Ingredientes

- 1 colher (sopa) de margarina
- 1 cebola picada em pedaços grandes
- ½kg de filé de frango cortado em tiras finas
- Sal a gosto
- Molho shoyu à gosto
- 1 pires (chá cheia) de cenoura picada em rodelas finas
- 1 pires (chá cheia) de brócolis picado
- 1 pires (chá cheia) de couve-flor picado
- 1 pimentão pequeno picado em tiras finas (se desejar)
- 1 pires (chá cheia) de acelga picada em quadrados pequenos (usar mais a parte grossa da folha)
- 1 pires (chá cheia) de vagem picada
- 1 pires (chá cheia) de repolho picado em quadrados pequenos
- Água e sal para cozinhar os legumes e as verduras
- 250g de macarrão japonês (espaguetti)

Modo de Preparo

Numa panela, coloque a margarina e frite a cebola, acrescente o frango, o sal e deixe cozinhar por mais ou menos 15 minutos. Acrescente o shoyo. Tem que ficar um molho. Reserve. À parte, cozinhe os legumes e as verduras juntos na água e sal, por 5 minutos mais ou menos, no ponto de "al dente". Escorra e reserve. Cozinhe o macarrão, escorra e misture ao frango, aos legumes e as verduras. Sirva quente.

Rendimento

4 Porções

Postagens populares

Minha lista de blogs

tang

Abobora Doce Recheada Adimito Amendoas Bacalhoada Bolinho Caranguejo Bolinho Recheado Queijo Bolos Decorados Mecanico Calda Manjar Carne Receita Cerveja Creme De Maca Croqueta Frango Presunto Feito Cuscuz Marroquino Folhadinhos Rapidos Gelatina Abacaxi Hoteis Inquilinato Laranja Morangos Licor Ameixa Macas Glaceadas Massa Leitao Massas Yakisoba Menus Dia Namorados Microondas Pao Molho Requeijao Frango Molhos Especial Tender Muffins De Halloween Paelha Marisco Panquecas Ovos Pate De Caviar Pessego Receitas De Pimenta Limao Polpa Manga Receitas Castanhas Portuguesas Receitas Cheesecake Receitas Rapidas Natal Repolho Crespo Risotto Pato Saladas Vinaigrette Sobremesas De Copinhos Sopa Arroz Feijao Sopa Courgette Sorvetes De Damasco Souvlaki Spaghetti Receitas Tarte Espinafres Frango Tarte Fruta Natas Tomates Forno Video Racao Humana