,

Pesquisa personalizada
User-agent: Mediapartners-Google* Disallow:

29 de nov de 2010

Pré-natal Objetivos da assistência Pré-natal

Objetivos da assistência Pré-natal
• Assegurar que todas as gestações desejadas terminem com o nascimento de um recém-nascido saudável sem prejuízos à saúde materna.
• É essencial ao médico que assume a respopnsabilidade de prestar assistência pré-natal estar familiarizado com as alterações fisiológicas normais da gestação, bem como com as modificações mórbidas que podem se desenvolver durante a gravidez (Por exemplo, a concentração de hemoglobina de 10,5g/dl ou níveis de T4 de 16µg/dl são anormais fora da gravidez e podem ser normais durante a gestação). Uma má assistência pré-natal pode ser pior que a "não assistência".
Objetivos da primeira consulta
• O atendimento deve ser iniciado logo que houver suspeita de garvidez, sendo aconselhável que não se inicie além do 1º trimestre.
• Definir o estado de saúde da mãe e do feto.
• Determinar a idade gestacional do feto, em semanas a partir do primeiro dia da última menstruação. (O preciso conhecimento da idade fetal é fundamental para a boa assistência à gestante).
• Iniciar plano de acompanhamento obstétrico, que pode variar desde consultas subseqüentes relativamente pouco freqüentes até a imediata internação materna devido a doença meterna ou fetal severa.
História clínica:
• História menstrual, data da última mens -truação (a determinação precisa da idade gestacional torna-se difícil pelo exame clínico, quando os ciclos menstruais não são regulares , cíclicos , previs íveis e espontâneos ).
• Número de gestações , partos (espontâneos , fórcipes , ces áreos ) e abortamentos .
• História de enfermidades atuais e pregressas , incluindo doenças contagiosas (rubéola, hepatite B, etc.).
• História familiar (incluindo doenças hereditárias ), hábitos alimentares , história social (principalmente uso de drogas , álcool e fumo).
• História de enfermidades em outras gestações .
• Idade, ocupação, estado civil.
Orientações à gestante
A gestante deve ser delicadamente instruída desde a primeira visita a procurar imediatamente serviço obstétrico, de dia ou de noite, caso surjam algum dos seguintes sinais :

1. Qualquer sangramento vaginal.
2. Edema facial ou nos dedos da mão.
3. Cefaléia severa ou contínua.
4. Distúrbios visuais .
5. Dor abdominal ou contrações uterinas .
6. Vômitos persistentes .
7. Febre ou calafrios .
8. Disuria.
9. Perda líquida via vaginal.
10. Alteração marcante da freqüência ou intensidade dos movimentos fetais .

• Provavelmente, toda gestante deve receber suplementação de ferro (>30 mg/dia) e seria dessejável também suplementação de ácido fólico (>0,4 mg/dia).
• Em geral, oriente a gestante a comer o que desejar, na quantidade que desejar e com sal a gosto. Esteja certo de que há comida suficiente e balanceada, principalmente nas gestantes de baixo nível s ócio-econômico. O aumento ponderal esperado em uma gestação normal é de aproximadamente 20% em relação ao peso pré-gravídico (p. ex., peso inicial de 60 kg deve terminar a gestação com mais 12 kg, ou seja, 72 kg). Periodicamente, proceda a anamnese dos hábitos alimentares , objetivando descobrir qualquer pervers ão do apetite ou dieta bizarra.
• Geralmente não é necess ária a limitação de exercícios físicos na gravidez, desde que não haja risco de acidentes para a mãe e feto ou haja fadiga excessiva. Como regra geral, a gestante pode continuar fazendo exercícios que estava habituada antes da gestação. No entanto, em casos de ameaça de parto prematuro ou de abortamento, é geralmente aconselhado o repouso e interrompidas aas relações sexuais .
• O coito é permitido sem restrições na gestação, exceto quando há ameaça de parto prematuro ou de abortamento.
• As duchas vaginais devem ser proibidas devido ao risco de embolia gasosa, principalmente quando efetuadas com bomba de borracha ou seringas . Caso haja necessidade de irrigação vaginal, usar bolsa líquida a menos de 60 cm do nível vaginal e não introduzir o bico do tubo mais de 6cm no interior da vagina.
• Estimular hábitos saudáveis de higiene, banhos diários e uso de roupas leves e limpas .
• O trabalho fora de casa não é contra-indicado, desde que a gestação esteja evoluindo sem complicações . A licença maternidade pode ser cumprida a partir do 8º mês de gestação.
• As viagens podem ser permitidas , inclusive em aviões adequadamente pressurizados . O uso de cintos de segurança é aconselhável (3 pontos , com a faixa abdominal sob o útero e sobre a coxa e a faixa transversal entre as mamas ).
• A constipação e as hemorróidas são comuns na gestação. Devem ser evitadas com as medidas usuais (dieta, líquidos , higiene, exercícios , ameixas , leite de magnésia, fibras , "amaciadores de fezes ", supositórios de glicerina). Não se aconselha uso de laxativos fortes , enemas ou soluções com óleo não absorvíveis .
• As mamas e os mamilos devem ser massageados durante a gravidez, suavemente, geralmente durante o banho. O estímulo dos mamilos deve ser evitado na ameaça de parto prematuro por poder estimular as contrações uterinas por liberação de ocitocina.
• Os procedimentos dentários não são contra-indicados durante a gravidez. No entanto, deve-se evitar o uso de vasoconstrictores (adrenalina) associados à anestesia.
• O fumo deve ser evitado na gravidez, bem como o uso de drogas e bebidas alcoólicas .
Com raras excess ões , qualquer droga administrada às mães cruzará a placenta e atingirá o embrião e o feto. Todos os médicos devem ter o hábito de investigar a presença de gravidez antes de prescrever qualquer droga às mulheres em idade fértil. Se qualquer medicamento for prescrito na gestação, as vantagens devem ser claramente superiores aos riscos potenciais .
http://www.brasilmedicina.com.br/especial/obst_t2s1.asp

Curas Naturais a Candidiase

Levedura infecção pode ocorrer quando o chamado fungo Candida albicans torna-se demais na vagina. Normalmente, esses tipos de fungos são muito poucos em uma mulher e pode não causar qualquer sintoma irritante. Mas quando as condições vaginal mudam e torna-se muito favorável para o fungo prosperar, o fungo pode superar as outras bactérias na vagina.
Como por algumas pesquisas médicas, foi trazido à luz de que qualquer substância ou processo similar, lavar ou sprays de higiene feminina, antibióticos ou ducha, possui para aumentar a população do fungo a um aumento de matar as bactérias boas ao redor da vagina. Para superar este problema, existem várias remédios para levedura infecção.
Outra razão que favorece o crescimento do fungo são as alterações hormonais e no consumo de pílulas anticoncepcionais. Estes podem perturbar a harmonia natural da vagina, onde há equilíbrio entre a população de bactérias e os fungos.
As mulheres diabéticas também são suspeitos de apanhar a infecção do fermento. Sem dúvida, causar irritação levedura infecção muito, coceira e venda, mas eles são inofensivos e não há nada a temer de. Muitos tratamentos estão disponíveis para curar esta doença. Alguns deles são cura a infecção natural de levedura.
Consulte o seu médico antes de tomar qualquer remédio para casa levedura infecção, há alguma coisa específica que se adequam a definir alguns específicos de indivíduos e eles sabem o que irá atender o melhor.
Um tal de levedura infecção remédio caseiro é ducha vaginal com vinagre de maçã. Misture o vinagre de maçã com um litro de água e aplicá-lo na vagina. Faça isso quantas vezes as mulheres querem, porque também pode manter a vagina clean.s
Outra cura a infecção fermento natural que está sendo feito hoje é com o uso de iogurte e tampões. Mergulhe o tampão de um iogurte e inserir o absorvente interno dentro da vagina. Permitir que o absorvente para ficar dentro de aproximadamente uma hora. Mais horas não quer magoar. Muitas mulheres que utilizaram este método demonstrou que sentem frio e limpo por dentro, como resultado do iogurte de cruzamento absorvente.
O principal objectivo deste medicamento é introduzir as bactérias boas para trás no sistema. As boas bactérias podem neutralizar o crescente número de fungos, eliminando assim os sintomas da infecção. Assim, as boas bactérias são facilmente presente em qualquer garrafa de iogurte.
E uma outra casa remédio levedura infecção que pode ser feito é através do uso de supositórios que são feitas a partir do óleo da árvore do chá e com acidófilos. Você pode obter estas de algumas lojas fitoterapia. Use um supositório, todas as noites até que os sintomas se torna claro.
No entanto, existem maneiras de como evitar de ter infecções fúngicas completamente. Um tal maneira é evitar usar cuecas ou calcinhas de nylon. Ao contrário de algodão, têxteis de nylon não permite que a pele respire. Ao fazer a pele quente e úmido o tempo todo, o fungo pode crescer de forma incontrolável.
Minimizando o uso de sprays de higiene feminina e lavagens também reduz o risco de infecção.
Se uma mulher desenvolve quaisquer sintomas como coceira e irritação da vagina e do inchaço e vermelhidão da vulva imediatamente o seu médico. Outro sintoma de olhar para fora é uma secreção espessa e branca. Estas descargas são geralmente inodoras na natureza. Todos estes sintomas podem causar desconforto durante as relações sexuais e durante a micção.
Levedura infecção é geralmente tratada por profissionais médicos com a ajuda de um antifúngico na forma de supositório vaginal sem receita ou creme. O tratamento dura apenas por alguns dias, até que os sintomas não desaparecem.
Embora sejam bastante fácil e eficaz, mas antes de ir para a frente para todas as curas Natural levedura infecção, deve consultar o seu médico.
http://www.lifestyles.com.br/index.htm/2009/09/curas-naturais-para-infeccao-comum-como-a-candidiase/

sexo Mitos e Verdades

Guia da Sexualidade

Mitos e Verdades
Que a anticoncepção de emergência evita a gravidez é uma VERDADE, mas que ela seja abortiva é puro MITO.
"A anticoncepção de emergência é um método de emergência usado após uma relação sexual desprotegida, ela age antes da fecundação (encontro entre óvulo e espermatozóide) retardando ou impedindo a ovulação (saída do óvulo para as tropas). Se a gravidez já aconteceu ela não faz efeito algum. Portanto não é abortiva."
Que a pílula anticoncepcional previne contra a gravidez é VERDADE, mas que ela cause infertilidade é puro MITO
  " A pílula anticoncepcional previne a gravidez enquanto a mulher esta usando regularmente; após um a três meses depois de interrompido o uso da pílula a mulher já volta a ovular normalmente."
Que a tabelinha é um jeito interessante para conhecer o próprio corpo é VERDADE, mas que ela seja indicada como o melhor método para prevenir a gravidez em adolescentes é puro MITO.
  "A tabelinha é um método anticoncepcional que consiste em a mulher identificar o seu período fértil através do histórico de suas menstruações, mas nas adolescentes o ciclo menstrual ainda não está regulado, sendo assim a tabelinha não é um método seguro para adolescentes."
Que a vasectomia é um método anticoncepcional que deixa o homem estéril é VERDADE, mas que a vasectomia deixa o homem impotente é puro MITO.
  "Há uma diferença entre esterilidade e impotência, um homem estéril não pode gerar filhos, um homem impotente não consegue manter relações sexuais. A vasectomia deixa o homem estéril, mas não impotente."
Que existe uma pequena chance de uma mulher que usa o DIU engravidar é um VERDADE, mas que se isso acontecer o DIU vai colar no corpo do bebe é puro MITO.
  "O DIU (Dispositivo intra uterino) em um método que como os ouros tem uma taxa de falha, mas se uma mulher que usa o DIU engravidar o Diu não vai prejudicar a gestação e não vai prejudicar o bebê."
Que a anticoncepção de emergência previne a gravidez é uma VERDADE, mas que possa ser usado como método anticoncepcional regular é puro MITO.
  "A anticoncepção de emergência, como o próprio nome diz é um método para ser usado em caso de emergência e não regularmente como único método anticoncepcional, por que tem uma eficácia menor do que os anticoncepcionais regulares."
Que a camisinha é o único método que protege contra gravidez e DST é VERDADE, mas que transar de camisinha é como chupar bala com papel é puro MITO.
  "A camisinha é feita de um material super fininho que permite sentir o corpo do outro, além do mais não podemos "brincar" com a possibilidade de se contaminar com uma DST ou engravidar sem querer."
Que a camisinha feminina é colocada dentro da vagina da mulher é uma VERDADE, mas que ela possa se perder dentro do corpo da mulher é puro MITO.
  "Não tem jeito da camisinha feminina se perder dentro do corpo da mulher por que ela é colocada no canal vaginal. Se a camisinha por acaso entrar inteira para dentro da vagina a mulher deve retira-la imediatamente com os dedos."
Que a AIDS é uma doença contagiosa é uma VERDADE, mas que seja transmitida através de picada de inseto é puro MITO.
"A Aids é uma doença que se pega através de secreções vaginais, esperma e sangue contaminados. Através de relações sexuais desprotegidas com alguém contaminado, transfusão de sangue contaminado ou o uso de agulhas e seringas contaminadas. Não se pega AIDS através de picadas de insetos, beijo, aperto de mão, abraços, piscinas, etc..."
Que as DST são doenças que se pegam através do sexo é VERDADE, mas que usar a mesma toalha que outra pessoa pegue doença é puro MITO.
  "As DST são doenças que só se pegam através do contato sexual desprotegidos com pessoas contaminadas. Mas lembre-se que objetos de uso pessoal e intimo como calcinhas, cuecas, toalhas, escovas de dente não devem ser emprestadas. É falta de higiene."
Que todas as pessoas estão expostas ao vírus da AIDS é VERDADE, mas que homem que só transa com mulher não pega AIDS é puro MITO.
  "Hoje em dia todas as pessoas correm risco de se contaminar com o vírus da AIDS, não importando se é homem, mulher, jovem, velho, homossexual, bissexual, heterossexual. O que é preciso lembrar que a camisinha é a única forma de prevenção contra a AIDS."
Que todos os tipos de relações sexuais podem transmitir AIDS é VERDADE, mas que se o homem não ejacular não tem perigo de pegar AIDS é puro MITO.
  "A AIDS ou qualquer outra Doença Sexualmente transmissível, não está ligada a ejaculação, mas sim com o contato entre os órgãos genitais e a troca de secreções, então ejaculando ou não o homem corre risco de se contaminar ou de contaminar outra pessoa."
Que a camisinha é a única forma de proteção contra a AIDS é um VERDADE, mas que duas camisinhas protegem mais do que uma é puro MITO.
  "Usar duas camisinhas não protege mais do que uma. Muito pelo contrario; além de ser desconfortável colocar duas camisinhas elas podem grudar uma na outra e estourar com mais facilidades. Uma camisinha colocada do modo certo é melhor do que duas."
Que todas as pessoas, inclusive as mulheres, correm risco de se contaminar com as DST é um VERDADE, mas que se a mulher não tiver orgasmo ela não pega doenças é puro MITO.
  "Não importa se a mulher teve orgasmo ou não, as DST/HIV-AIDS é transmitida através do contato entre os órgãos genitais e a troca de secreções com um(a) parceiro(a) contaminado(a)."
Que o Chato é um tipo de piolho transmitido por Relações Sexuais é uma VERDADE, mas que se uma pessoa com chato ficar dentro da piscina por muito tempo consegue acabar com os piolhos é puro MITO.
"O Chato (pediculose pubiana) como todas as outras DST precisa de cuidados médicos. Procurar um profissional de saúde que lhe indique o tratamento adequado é a melhor coisa a fazer."
Que algumas DST são simples de tratar é VERDADE., mas que procurar um farmacêutico é suficiente é puro MITO.
  "Qualquer suspeita de DST é preciso procurar um profissional adequado, para que este indique o melhor tratamento. Algumas DST tem tratamento simples embora tenham que ser tratadas de maneira corretas."
Que muitas mulheres não percebem que estão com DST é VERDADE, mas que por isso as mulheres não pegam as DST é puro MITO.
"Na maioria das vezes uma mulher contaminada com uma DST demora mais que o homem para perceber que está contaminada, isso acontece por que a mulher tem um muco que sai da vagina durante todo o ciclo menstrual e ela pode não perceber que está com um corrimento causado por uma DST. Por isso é importante ao menor sinal de corrimento, ardência ao urinar, dor durante as relações sexuais ou coceira procurar um médico e avisar o(a) parceiro(a)."
Que transar sem camisinha é mais perigoso de se contaminar com o Vírus HIV é uma VERDADE, mas que se um homem que tem o Vírus HIV transar com uma menina virgem se livra do vírus é puro MITO.
  "Ainda não inventaram cura para a AIDS ou uma vacina para acabar com o vírus, mas as pessoas inventam um monte de histórias para ficarem mais tranqüilas ou não precisarem usar camisinha. Até agora a única coisa que protege contar o vírus da AIDS é o uso correto de camisinha. Outras coisas que dizem por aí é BOATO."
Que a menstruação acontece com todas as mulheres é VERDADE, mas que por causa disso você precisa para de fazer esporte e se divertir é puro MITO.
  "Durante a menstruação todas a mulheres devem ter uma vida normal, podem lavar os cabelos, brincar, praticar esportes, dançar, etc... Os únicos cuidados especiais são com a higiene. Lavar os genitais mais vezes ao dia e trocar regularmente o absorvente."
Que os homens falam mais sobre sexo que as mulheres é uma VERDADE, mas que por isso eles precisam mais de sexo do que as mulheres, é puro MITO.
  "Tanto o homem, quanto a mulher sentem desejo e vontade de ter relações sexuais, e os dois têm o direito de sentir prazer. Não existe diferença por ser homem ou mulher."
Que a Polução noturna acontece com todos os adolescentes homens é VERDADE, mas que isso indique falta de sexo é puro MITO.
"A Polução Noturna acontece quando, involuntariamente o menino ejacula enquanto está dormindo, isso acontece geralmente na adolescência. Não indica falta ou excesso de sexo e não está relacionado com já teve relações sexuais ou não. É normal e acontece com todos os adolescenetes."
Que a menina fica ansiosa com sua 1ª transa é VERDADE, mas que muda o jeito de andar depois da 1ª transa é puro MITO.
  "A relação sexual não muda em nada o corpo da mulher ou do homem, portanto essa história de que o jeito de andar da menina é sinal de que ela já tem relações sexuais, é só para colocar medo e não permitir a descoberta do sexo de uma forma tranqüila e sem "grilos" .
Que todos os meninos se preocupam com o tamanho do pênis é VERDADE, mas que é preciso ter pênis grande para conseguir transar é puro MITO
  "O tamanho do pênis não importa durante a relação sexual, Vale lembrar que a vagina da mulher mede em média 8 cm, e que uma das regiões mais sensíveis esta próximo da entrada da vagina. Isso quer dizer que não importa o tamanho do pênis para conseguir transar. O que importa é estar tranqüilo e consciente das suas responsabilidades."
Que para transar é preciso estar preparado(a) é VERDADE, mas que existe uma idade certa para transar é puro MITO.
"Não existe uma idade certa para começar a ter relações sexuais. O importante é conhecer o próprio corpo e o corpo do outro, estar preparado(a) para evitar uma gravidez indesejada ou uma DST-HIV/AIDS, e estar consciente para assumir os atos sem arrependimentos."
Que a masturbação na adolescência é normal é VERDADE, mas que as adolescentes mulheres não se masturbam é puro MITO.
"A masturbação é uma forma natural de conhecer o próprio corpo e de sentir prazer.As adolescentes mulheres se masturbam tanto quanto os adolescentes homens a diferença é que as adolescentes mulheres não ficam falando sobre masturbação como os adolescentes homens."
Que algumas adolescentes não gostam de usar Absorvente interno é VERDADE, mas que o Absorvente Interno tira a virgindade é puro MITO.
  "Na maioria das mulheres o Hímem (pele que recobre a entrada da vagina nas mulheres que ainda não tiveram relações sexuais) tem uma abertura que permite a entrada do absorvente interno sem o rompimento."
Que a masturbação é uma forma natural de conhecer o corpo é VERDADE, mas que menino que não se masturba é homossexual é puro MITO.
  "Como já foi escrito anteriormente a masturbação é uma forma de conhecer o próprio corpo e de sentir prazer. Tem pessoas que gostam e outras não, mas isso não que dizer que se não se masturbar vai virar homossexual. Ser Homossexual é opção de cada um e não tem nada a ver com masturbação."
Que o corpo do homem e da mulher são muito bonitos é VERDADE, mas que por isso podemos fazer qualquer coisa com o corpo do outro é puro MITO.
"Nosso corpo é responsabilidade de cada um. Não devemos mexer ou tocar no corpo de outra pessoa e essa não permitir, e não devemos deixar que mexam no nosso corpo quando não queremos. Cuidar do próprio corpo é responsabilidade de cada um."
Que a 1ª transa, às vezes, é esperada por adolescentes homens e mulheres, é VERDADE. Mas que por ser a 1ª vez ela não engravida, é puro MITO.
  " Se a 1ª relação sexual acontecer durante o período fértil da adolescente, e sem proteção, ela pode engravidar da mesma forma que em outras relações sexuais. Não é por ser a 1ª vez que não se engravida."
Que quem engravida é a mulher é uma VERDADE. Mas que por isso os homens não precisam se preocupar com a prevenção da gravidez é puro MiTO.
"A responsabilidade de prevenir uma gravidez não planejada é das mulheres e dos homens, igualmente. Portanto, os dois têm a mesma responsabilidade nessa questão. Lembre-se, todo mundo tem o direito de escolher quando, e quantos filhos quer ter."
Que existem vários métodos para se prevenir a gravidez, é VERDADE. Mas que transar em pé não engravida, é puro MITO.
  " Não importa a posição em que aconteça a relação sexual, se a mulher estiver em seu período fértil e não usar nenhum método anticoncepcional pode acontecer a gravidez."
Que uma gravidez na adolescência precisa de cuidados é VERDADE, mas que uma adolescente grávida corra mais riscos só por ser adolescentes é puro MITO
"Toda a gravidez tem que ser acompanhada por um serviço de saúde, não importando a idade da grávida. Uma adolescente grávida que faz o pré-natal corretamente não corre riscos a mais, simplesmente por ser adolescente. O que é preciso lembrar é que o pré-natal é muito importante para a saúde da gestante e do bebê."
Que o ciclo menstrual em algumas adolescentes são irregulares é VERDADE, mas que por isso pode-se engravidar em qualquer época do ciclo é puro MITO.
"A única época do ciclo menstrual que há possibilidades de gravidez é durante o período fértil (que é o período em que o óvulo sai do ovário e caminha para a trompa) Em outras épocas do ciclo menstrual o óvulo está se formando e não há risco de gravidez."
Que um dos sinais de gravidez é o atraso das menstruações é VERDADE, mas que todo e qualquer atraso menstrual seja gravidez é puro MITO.
  "A menstruação pode atrasar por vários motivos como ansiedade, nervosismo, etc... na adolescência é muito comum ciclos menstruais irregulares. Para saber se está ou não grávida é necessário fazer um exame."
Que existem várias métodos para prevenir a gravidez é VERADE, mas que lavar a vagina com ducha depois da transa evita a gravidez é puro MITO.
"Fazer ducha vaginal depois da relação sexual não impede que aconteça uma gravidez. A ejaculação acontece no fundo da vagina e os espermatozóides podem passar rapidamente para dentro do útero, a ducha vaginal não consegue alcançar os espermatozóides que já estão dentro do útero. A ducha vaginal não é indicada, ela muda o interior da vagina e pode tirar a camada de proteção e lubrificação."
Que os enjôos são um dos sinais da gravidez é uma VERDADE, mas que por isso toda mulher grávida vai sentir enjôos é puro MITO.
"Os sinais da gravidez não são os mesmos para todas as mulheres. Tem mulheres que sentem enjôos e outras não."
Que a mulher grávida tem que tomar alguns cuidados com a gravidez é uma VERDADE, mas que por isso anão possa ter relações sexuais é puro MITO.
"Uma mulher grávida pode ter relações sexuais normais. A relação sexual não vai atrapalhar a gravidez e nem prejudicar o bebê."
Que a gravidez na adolescência precisa de cuidados é VERDADE, mas que filho de mães adolescentes tenham mais riscos a terem problemas de saúde é puro MITO.
"A adolescente grávida que faz o pré natal corretamente tem os riscos normais de uma gravidez não importando a idade da gestante. O pré natal é importante por que nele pode ser diagnosticados problemas para a gestante e ou para o bebê, mas isso acontece com todas as mulheres e os filhos de adolescentes não correm riscos."
Que a menstruação acontece com todas as mulheres é VERDADE, mas que por causa disso você precisa para de fazer esporte e se divertir é puro MITO.
  "Durante a menstruação todas a mulheres devem ter uma vida normal, podem lavar os cabelos, brincar, praticar esportes, dançar, etc... Os únicos cuidados especiais são com a higiene. Lavar os genitais mais vezes ao dia e trocar regularmente o absorvente."
Que os homens falam mais sobre sexo que as mulheres é uma VERDADE. Mas que por isso eles precisam mais de sexo do que as mulheres, é puro MITO.
  "Tanto o homem, quanto a mulher sentem desejo e vontade de ter relações sexuais, e os dois têm o direito de sentir prazer. Não existe diferença por ser homem ou mulher."
Que a Polução noturna acontece com todos os adolescentes homens é uma VERDADE, mas que isso indique falta de sexo é puro MITO.
  "A Polução Noturna acontece quando, involuntariamente o menino ejacula enquanto está dormindo, isso acontece geralmente na adolescência. Não indica falta ou excesso de sexo e não está relacionado com já teve relações sexuais ou não. É normal e acontece com todos os adolescenetes."
Que a menina fica ansiosa com sua 1ª transa é VERDADE, mas que muda o jeito de andar depois da 1ª transa é puro MITO.
"A relação sexual não muda em nada o corpo da mulher ou do homem, portanto essa história de que o jeito de andar da menina é sinal de que ela já tem relações sexuais, é só para colocar medo e não permitir a descoberta do sexo de uma forma tranqüila e sem "grilos" .
Que todos os meninos se preocupam com o tamanho do pênis é verdade, mas que é preciso ter pênis grande para conseguir transar é puro MITO.
"O tamanho do pênis não importa durante a relação sexual, Vale lembrar que a vagina da mulher mede em média 8 cm, e que uma das regiões mais sensíveis esta próximo da entrada da vagina. Isso quer dizer que não importa o tamanho do pênis para conseguir transar. O que importa é estar tranqüilo e consciente das suas responsabilidades."
Que para transar é preciso estar preparado(a) é uma  VERDADE, mas que existe uma idade certa para transar é puro MITO.
"Não existe uma idade certa para começar a ter relações sexuais. O importante é conhecer o próprio corpo e o corpo do outro, estar preparado(a) para evitar uma gravidez indesejada ou uma DST-HIV/AIDS, e estar consciente para assumir os atos sem arrependimentos."
Que a masturbação na adolescência é normal é VERDADE , mas que as adolescentes mulheres não se masturbam é puro MITO.
"A masturbação é uma forma natural de conhecer o próprio corpo e de sentir prazer.As adolescentes mulheres se masturbam tanto quanto os adolescentes homens a diferença é que as adolescentes mulheres não ficam falando sobre masturbação como os adolescentes homens."
Que algumas adolescentes não gostam de usar Absorvente interno é VERDADE, mas que o Absorvente Interno tira a virgindade é puro MITO.
  "Na maioria das mulheres o Hímem (pele que recobre a entrada da vagina nas mulheres que ainda não tiveram relações sexuais) tem uma abertura que permite a entrada do absorvente interno sem o rompimento."
Que a masturbação é uma forma natural de conhecer o corpo é VERDADE, mas que menino que não se masturba é homossexual é puro MITO.
"Como já foi escrito anteriormente a masturbação é uma forma de conhecer o próprio corpo e de sentir prazer. Tem pessoas que gostam e outras não, mas isso não que dizer que se não se masturbar vai virar homossexual. Ser Homossexual é opção de cada um e não tem nada a ver com masturbação."
Que o corpo do homem e da mulher são muito bonitos é VERDADE , mas que por isso podemos fazer qualquer coisa com o corpo do outro é puro MITO.
"Nosso corpo é responsabilidade de cada um. Não devemos mexer ou tocar no corpo de outra pessoa e essa não permitir, e não devemos deixar que mexam no nosso corpo quando não queremos. Cuidar do próprio corpo é responsabilidade de cada um.

Prof. Mirella Mariani Tassi
http://www.reprodusite.hpg.com.br

Algumas dicas para provar vinho!

Algumas dicas para provar vinho!

Há duas perspectivas diferentes a considerar na prova de um vinho: a do consumidor, que pretende tirar o maior prazer do vinho que está a provar naquele momento, e a do enólogo, que tenta avaliar um determinado vinho e o prazer que irá provocar a quem o consumir mais tarde. Em qualquer dos casos existem alguns conselhos simples e úteis.

1. Exame Visual
Observe o vinho, utilizando uma luz razoavelmente boa, contra uma superfície branca. Deverá observar então a cor, a limpidez e a efervescência.

2. Agitar
Agite o copo com um cuidadoso movimento circular, de modo a permitir a libertação dos aromas. Quando parar a agitação veja se existem lágrimas a escorrer pelas paredes do copo (podem dar uma indicação sobre o teor de álcool e açúcar do vinho).

3. Aroma
Agite novamente o copo, aproxime o nariz e inspire profundamente. Tente encontrar no conjunto de aromas alguns que lhe sejam familiares.

4. Provar
Coloque na boca uma quantidade razoável de vinho (sem ser demasiada). Role o vinho suavemente na boca, de forma a atingir as papilas gustativas de forma uniforme. Defina o sabor do vinho. Inspire pela boca, fazendo o ar atravessar o vinho e expire pelo nariz. Os aromas detectados desta forma constituem o aroma de boca. Ao conjunto das sensações detectadas na boca e por via retro-nasal, no nariz, chama-se paladar.

Quase todos podemos ser provadores de vinho, basta termos vontade, um pouco de orientação e nariz!!

Campanha Contra o Cerol...Oriente Seus Filhos!!!

Campanha Contra o Cerol...Oriente Seus Filhos!!!

 
Quer receber dois adesivos da Campanha Nacional “Cerol Não!” para você colar onde quiser?
Veja, é muito fácil:
Você vai gastar em média dois reais para que os adesivos sejam enviados. Basta enviar um envelope selado com seu endereço dentro de um outro envelope.
Portanto, são dois envelopes selados. Um deles, será utilizado para lhe enviar os adesivos da campanha. Os adesivos são gratuitos, você só paga as despesas de correio.
Faça o seu pedido agora para:
Campanha Nacional “Cerol Não!“
A/C: Robson Moraes Almeida
Rua Alexandre Bernardes Primo, 1106 - Centro
Lagoa da Prata – MG
CEP 35590-000
Devido ao grande número de cartas recebidas com erro, eis um guia rápido para solicitar seus adesivos.
1 - Compre dois envelopes e selos suficientes para podermos enviá-los pelo correio. (Envelopes pré-pagos são muito práticos e facilitam bastante a vida por aqui).
2 - No primeiro envelope, coloque o seu endereço no destinatário e o endereço acima ( em vermelho ) no remetente. Sele se necessário. (Envelopes pré-pagos não precisam de selo). Não cole, nem lacre o envelope, ele precisa estar aberto.
3 - No segundo envelope coloque o seu endereço como remetente e o endereço acima ( em vermelho ) como destinatário, sele se necessário. (Envelopes pré-pagos não precisam de selo).
4 - Coloque o primeiro envelope, dentro do segundo, e leve até uma agência dos correios.
5 - Em pouco tempo você receberá o primeiro envelope de volta, junto com os dois adesivos.

Está esperando o que? Peça já os seus adesivos!  E com isso, você estará ajudando a divulgar nossa campanha!

Os adesivos tem o tamanho de 7 x 7 cm e foram patrocinados, por uma empresa que não quer aparecer!


Doe adesivos para distribuição você também!
Se precisar de mais informações entre em contato:
 

18 de nov de 2010

O que escrever no Funeral Cartões

O que escrever no Funeral Cartões


Escrevendo cartas funeral é considerado como uma etiqueta que é necessário e importante. Escrevendo cartas funeral não é fácil, porque você pode ficar triste e você pode sentir que as palavras não são suficientes para expressar seus pêsames à família do falecido. É importante saber o que escrever em cartões funeral como o da família falecido irá ler o cartão e tente obter alívio de suas palavras.
Sabendo o que escrever em cartões funeral depende de quão bem você sabia que o falecido e sua família. Sempre ser honesto sobre o seu relacionamento com o falecido. Essa honestidade tem de ser para si mesmo, porque só assim as suas palavras sejam sinceras e do coração. Se você não conhece bem a pessoa, não faz sentido escrever e informar a família que a pessoa vai ser perdida.
Ao escrever cartas funeral, certifique-se sua nota é curta e ao ponto. Oferecer seus pêsames e tentar, tanto quanto possível a utilização de frases positivas como as palavras não podem expressar a sua perda, eu sinto muito pela sua perda, ou os meus pensamentos e orações estão com você neste momento de tristeza.
Tente fazer o seu cartão de funeral o mais pessoal possível através da inclusão de algo positivo sobre a pessoa falecida. Um cartão de funeral pessoa evocar memórias antigas vai ajudar na confortarem a família de luto.
Enquanto escrevia cartas funeral, manter o recipiente em mente. Não escreva sobre o que sentiu quando você perdeu um ente querido. Em vez disso se concentrar na pessoa que recebe o cartão.
Sabendo o que escrever em cartões funeral é um aspecto importante da nossa sociedade. Algo tão simples como um cartão de ajuda a família a maré durante uma das experiências mais difíceis da vida. Então, ser educado, escreva o cartão na sua própria letra e mencionar algo agradável sobre o falecido. Não vá para frases dramáticas que não vai ajudar a família.
Melhores Poemas Para Funerais

Um poema é recitado em muitos funerais, mas os melhores poemas de funerais são basicamente orated para nos fazer pensar sobre a vida, morte, amor e relacionamentos. Escolhendo os melhores poemas de funerais pode ser uma tarefa difícil como você deseja recitar algo que diz às pessoas sobre a pessoa da morte, garantindo simultaneamente que outros também possam se identificar com os poemas.
Graças à Internet, é agora possível obter uma série de poemas de funerais sem muito esforço. Estes poemas de fato vir à ajuda de muitas pessoas que estão sofrendo nesse período de perda e não pode sentar e escrever algo significativo.
Aqui estão alguns dos melhores poemas de funerais:
  • O Salmo 23 é um dos melhores poemas de funerais, porque mostra todas as pessoas que estão tristes com a morte que Deus está ao seu redor para confortá-los embora não possam sentir a Sua presença. Este Salmo é conhecido por oferecer resistência e conforto para as pessoas a suportar a perda de seu ente querido.
  • Outro poema que está apto para funerais é Lembre-se de Christina Rossetti. Este poema destaca a importância de se lembrar da pessoa que morreu, mas essa lembrança não deve ser triste.
  • Um dos melhores poemas de funerais é Death Be Not Proud escrito por John Donne. Este poema é extremamente popular nos funerais e nos informe com belas palavras que a morte é uma realidade que não pode escapar.
  • Outro belo poema para funerais é Don't Stand no meu túmulo e chorar. Ninguém sabe quem escreveu este poema, mas as palavras são extremamente comovente. O poema informa o luto não acho que a pessoa tenha morrido e ido embora. Em vez disso a alma da pessoa está sempre à sua volta em forma de sol da manhã e do canto dos pássaros.http://www.babyboomercaretaker.com/Portuguese/funeral/funeral-resolution/Best-Poems-For-Funerals.html

17 de nov de 2010

AIDS TESTE CASEIRO

Tem sim grande vende ate pala internert, mais sua sensibilidade é baixa.
chama -se Elisa

 (ensaio imunoenzimatico) 2° geração (rede publica)3 messes apos o contato d 99,91% de sensibilidade .Resultado em 1 semana.
Elisa(ensaio imunoenzimatico) 3° geração (R$, 75,00)(plano de seu de) 6 semanas apos o contato de risco 99,994% de sensibilidade. Resultado em 2 dias.
Western Blott 4° geração(R$ 2,500) de 4 a 14 dias apos o contato de risco 98,9999999999% de sensibilidade, Resultado em 1 dia.

enfiar linha na agulha

Enfiando a linha na agulha

Enfiar linha em uma agulha é bastante simples. Mantenha a agulha ereta com uma das mãos e a gire em seus dedos até ver o orifício. Mantenha o fio cortado a cerca de 1 cm da ponta com os dedos da outra mão e o empurre através do buraco da agulha, até enfiá-la cerca de 1,5 cm além do buraco. Puxe mais ou menos 1/3 de toda a linha cortada se pretender coser com um único fio; junte as pontas, se pretende usar fio duplo para o trabalho.
Se tiver dificuldade para enfiar a linha na agulha, pode ser útil seguir esses conselhos:
  • Posicione a agulha na frente de uma superfície branca, de modo que o furo fique mais visível.


     Publications International, Ltd.2006
    Coloque sua agulha na frente de uma superfície branca para tornar o furo mais visível
    Torne a ponta da linha mais firme, umedecendo-a ou passando cera de abelha em uma das extremidades.
  • Mergulhe a ponta da linha em um frasco de esmalte vermelho e deixe secar. O esmalte colorido tornará a ponta da linha mais visível e também servirá para facilitar seu deslizamento.
  • Dê um jato de fixador de cabelos em seus dedos e, depois, firme a ponta da linha, rolando-a entre os dedos.
  • Tente uma agulha com buraco maior ou use um passador de linha.
Fazendo o nó
Para dar o nó na linha, coloque a ponta do fio reto na parte de baixo do polegar de sua mão esquerda (ou mão direita, se você for canhoto). Segure o fio com seu polegar esquerdo e posicione a ponta da agulha sobre o fio, cerca de 1,5 cm a partir da ponta da linha. Segure a ponta da linha e a agulha no lugar com seu polegar esquerdo. Com a mão direita, envolva a ponta da agulha com o fio bem apertado, duas vezes para um nó pequeno e quatro para um nó maior.
Aperte a linha em torno da agulha entre o polegar e o indicador de sua mão esquerda. Empurre a agulha para cima, entre esses dedos, tanto quanto possível, com o segundo dedo de sua mão direita. Depois, agarre a ponta da agulha com o polegar e o indicador de sua mão direita e deslize o fio que envolve a agulha lenta e suavemente pela agulha, passando por cima do buraco e indo para baixo no comprimento do fio, em um nó apertado.
Corte a linha excessiva abaixo do nó.
Mais um botão que sumiu da roupa? Continue lendo, para aprender dicas fáceis para substituir rapidamente um botão.
http://casa.hsw.uol.com.br/dicas-de-costura3.htm

dicas de defesa pessoal

TÉCNICAS DE DEFESA PESSOAL TAMBÉM AJUDAM NO COMBATE AO STRESS


Cristina Balerini*


Um grupo formado por executivos de ambos os sexos tem encontrado nas artes marciais exercícios que unem o combate ao stress às técnicas de defesa pessoal. Aikido, judô, caratê, kenpo e jiu-jítsu são algumas delas; o jiu-jítsu - que significa arte suave -, luta que se tornou conhecida mais pelos golpes duros com que os praticantes castigam os adversários, está baseada em técnicas de defesa.

Mas é claro que ninguém tem como meta sair por aí atacando possíveis assaltantes no semáforo; não é isso. A idéia de quem procura por uma dessas atividades físicas está mais para combater o stress do que propriamente se defender, apesar das técnicas utilizadas no jiu-jítsu acabarem por estimular a autoconfiança. Pelo menos é assim que se sente Diogo Cantares, um executivo que trabalha na área de consultoria hoteleira.

Cantares começou a praticar jiu-jítsu há 22 anos, na academia do lendário Rickson Gracie, no Rio de Janeiro. “Comecei a praticar por esporte; na época, poucos conheciam essa modalidade de luta. A grande vantagem do esporte, para mim, é a autoconfiança que ele proporciona. Sabemos que ele também tem um forte componente de defesa pessoal, mas ninguém que o pratica está interessado em usar isso na prática”.

O bom mestre, avalia Cantares, não é aquele que estimula os lutadores à violência, mas sim à prática da atividade física voltada para o desenvolvimento pessoal, levando o aprendizado para todas as situações vividas no dia-a-dia. “A luta tem um efeito muito positivo quando encontramos um mestre que segue princípios éticos e morais.”. As aulas de jiu-jítsu geralmente se dividem em três partes: aquecimento (onde são dados exercícios de flexão, abdominais, corrida), a técnica e o treino (onde os alunos lutam uns com os outros, com o intuito de refinar a técnica). Por ser um exercício completo, a luta proporciona melhoria do condicionamento cardirrespiratório, da força e resistência muscular, além do aumento da disciplina, controle emocional e auto-estima.

Na verdade, quando se simula uma situação de risco, o objetivo é fazer com que o corpo aprenda a agir mais rápido, e a não entrar em pânico. Por isso, nem só de chutes, socos e chaves de braço são compostos os cursos de defesa pessoal. Embora as dicas de segurança (veja quadro no final da matéria) ajudem, elas nem sempre evitam riscos. “Os contra-golpes, porém, devem ser desfechados em uma situação-limite, quando nada mais há a se fazer, e em casos brandos, nos quais o risco é mínimo”, alerta Flávio Behring, mestre em jiu-jítsu.


Defesa pessoal ou combate ao stress?

Ao decidir praticar uma luta marcial, conta Marcelo Neje, coordenador e consultor técnico em estratégias do Instituto Cultural Niten, as pessoas procuram pelo aprimoramento físico - flexibilidade, agilidade, resistência, potência, postura corporal impecável; aprimoramento mental - autocontrole, autoconhecimento, auto-estima, concentração, poder de decisão, versatilidade e criatividade, e aprimoramento espiritual - determinação, coragem, justiça, benevolência, polidez e honra.

”Busco a concentração, o condicionamento físico e também me defender”, conta a empresária Cecília Lacerda Ferreira, que faz aulas de jiu-jítsu e krav-magá (luta de origem israelense) na academia Competition. Cecília conta que já reagiu, indevidamente, a três assaltos. “Sei que não deveria ter reagido, mas estava consciente da situação e me sentindo segura para agir. A rapidez e agilidade proporcionadas pelas lutas são muito úteis até no ambiente profissional”.

Uma maneira de se definir o que é defesa pessoal é explicar o que ela não é. Saber se defender certamente não é a capacidade de lutar, não é vingar-se, não é uma arte, não é um esporte, e não é uma cena de luta de um filme. Defesa pessoal é treinar e aprender a usar apropriadas formas e ações físicas se não existe outra forma mais prática e eficiente à disposição. Muitas vítimas de assalto acabam sofrendo lesões perigosas ou até mesmo morrendo não porque não sejam fortes ou incapazes de se defender fisicamente, mas simplesmente porque psicologicamente não estavam preparadas e treinadas para lidar com uma situação emergencial do tipo que sofreram”, avalia o mestre de aikido Wagner Bull.

Em outras palavras, isso significa que uma pessoa, ao praticar uma técnica de defesa pessoal, deve se preocupar em como se defender em caso de emergência, e não aprender apenas a bater nos outros utilizando técnicas de ataque a pontos vitais do adversário. Para o mestre Bull, é fundamentalmente mais importante treinar a mente e as emoções. Na realidade, conta Enio Corcione, professor da Cia. Athlética, os alunos procuram os cursos de artes marciais em busca de melhor condicionamento físico e acabam se surpreendendo com o aprendizado de técnicas de defesa pessoal.

Existem basicamente três tipos de situações com as quais uma pessoa pode se deparar: as leves, as moderadas e as graves. Se não forem encaradas da maneira correta, situações de agressões leves podem se tornar moderadas e até mesmo graves. A maioria das situações graves poderia ser evitada se as leves fossem interrompidas e resolvidas. “Existe uma variedade de maneiras de se responder a enorme gama de situações de agressões, mas responder de forma errada certamente leva a um aumento de perigo. O objetivo de um curso ético de defesa pessoal deve ser de ensinar respostas adequadas e eficientes”, avalia Bull.

As técnicas do aikido nada têm a ver com o objetivo de agredir; elas visam ensinar a se livrar de um problema da maneira mais inteligente. Para dominar as técnicas são necessários anos de prática disciplinada e constante. Os praticantes acreditam que mais importante do que aprender técnicas de guerra para enfrentar os outros, é livrar do espírito a idéia de querer dominar os outros e procurar a harmonia.

A maioria dos alunos, principalmente os executivos busca, nas artes marciais, condicionamento físico e equilíbrio mental, não a defesa pessoal”, comenta Corcione. Behring acredita que grande parte das pessoas que procuram a arte marcial o faz sem conhecer as técnicas utilizadas. “Mas a procura tem crescido; credito isso ao fato do jiu-jítsu, por exemplo, reunir o condicionamento físico com defesa pessoal. É uma luta onde não existe a iniciativa de ataque, mas sim a defesa; a surpresa é o grande elemento".


Técnicas

Divido a aula de defesa pessoal em duas partes:
1ª parte: muito diálogo sobre situações de perigo em que o aluno pode se envolver e algumas maneiras de se evitar essas situações, tais como: a maneira correta de se portar ao parar num farol, como agir à noite ao buscar o carro no estacionamento, como carregar uma mochila ou bolsa etc.
2ª parte: técnicas de defesa propriamente ditas. Minha aula é baseada em técnicas de jiu-jitsu, mas também utilizo técnicas de outras artes marciais que também considero eficientes. Ensino os alunos a saírem de situações de agressão, tais como chutes, socos, agarrões e estupros (durante as aulas é a situação de maior preocupação entre as mulheres)”
, conta Marcelo Piu, professor da academia Competition.

A Competition é uma das poucas academias que criou uma aula específica de defesa pessoal – antes as técnicas eram transmitidas nas aulas de jiu-jítsu. Segundo Piu, o mais importante é não ser escolhido pelo assaltante. “Demonstramos todos os tipos de abordagens e ensinamos de que maneira as pessoas devem se portar nas situações do cotidiano. No caso da abordagem por parte do bandido ser inevitável, ensinamos a melhor maneira de entregar a carteira e o relógio sem fazer movimentos bruscos que possam gerar a reação do assaltante”, ensina. Entre os executivos, as situações mais comuns são assaltos em faróis, ao estacionar o carro e ao sair de agências bancárias e caixas eletrônicos.

Para o mestre em kenpo havaiano (técnica que privilegia o pensar antes do agir) Roger Chedid, é possível fazer uma analogia entre as técnicas utilizadas na luta e o cotidiano na vida profissional. “As técnicas ensinam o aluno a manter a atenção voltada para os adversários, analisando seus pontos fracos e criando uma estratégia de ataque. É isso o que acontece no dia-a-dia dele dentro da empresa. Ensino golpes técnicos, onde o aluno deve pensar no porquê do seu movimento”, avalia Chedid.

Acredito que, conhecendo algumas técnicas, as pessoas podem melhorar sua autoconfiança, auto-estima e prudência. O aluno agindo com prudência pode evitar situações de perigo, mas, se sofrer a ação de um assaltante, a atitude mais sensata é não reagir e entregar os bens materiais. Esse é um ponto sobre o qual converso muito com meus alunos, principalmente adolescentes, que podem ser um pouco inconseqüentes”, alerta Piu. No jiu-jítsu usam-se técnicas como queda, torções, estrangulamentos, pressões, imobilizações e colocações (posição de combate, momento de ataque e esquiva).



Dicas dos mestres para se livrar de uma situação de risco:

* A bolsa deve ficar sempre à frente do corpo, nunca nas costas.
* Quando parar em um farol, evite ficar do lado esquerdo; encoste a lateral esquerda do carro o mais próximo possível do carro vizinho, não deixando espaço para o assaltante.
* Jamais reaja diante de uma arma.
* Nunca aproxime o rosto do adversário durante uma discussão; isto evita que você seja surpreendido por um ataque.
* Se alguém agarrá-lo pela frente, na parte inferior do corpo, bata com a palma da mão na base do nariz do agressor. Este tipo de golpe causa lacrimejamento, embaçando a visão.
* É preciso manter a calma no momento da reação.
* Ao sair de casa ou do trabalho, avise aos mais próximos o horário de saída, seu destino e, se possível, horário de chegada.
* Procure fazer contato telefônico regularmente, durante todo o dia.
* Tenha uma visão ampla do terreno em que está localizado. Ao fixar o olhar em apenas um ponto, perde-se contato visual com tudo que estiver ao redor. No caso de detectar uma pessoa com atitudes suspeitas, faça rapidamente uma varredura de 360° para ver se não há mais de um suspeito.


*Cristina Balerini é jornalista do Grupo Catho. Tel.: (11) 3177-0700, ramal 296.


Fonte: Jornal Carreira & Sucesso - 215ª Edição

advogado como consultar a ficha

O Cadastro Nacional dos Advogados (CNA) é mantido pelo Conselho Federal da OAB, que exerce a função de fiel repositório do cadastro de todos os advogados do Brasil.

Para realizar a consultar, preencha corretamente os campos abaixo e clique em pesquisar. 


http://cna.oab.org.br/

composteira em casa

Montar uma composteira em casa exige alguns cuidados e informações, mas não tem mistério. Quem agradece é o jardim, os canteiros, os vasos, que terão adubo orgânico, rico, farto e econômico.

Modo de fazer

1. Se você mora em casa e tem espaço, a montagem de sua composteira será ao ar livre, feita numa caixa sem fundo colocada diretamente no solo.
2. Esta caixa pode ser de tijolo, madeira ou o que você puder reaproveitar em sua propriedade.
3. Nesta composteira você colocará cascas de frutas, legumes, folhas de verduras, cascas de ovos, borras de café, erva de chimarrão, folhas secas, só não pode por restos de comidas, carne, pois apodrece, provoca mau cheiro e atrai ratos, baratas, moscas.
4. Deixe algumas frestas em sua composteira para a circulação do ar.
5. Sempre que colocar seu lixo orgânico , mexa bem e coloque um pouco de terra ou areia para cobrir.
6. É interessante que você faça uma divisão em sua composteira (ou duas) pois quando estiver preparando um adubo, em um dos lados, o outro já estará disponível para ser usado.
7. No verão o processo de decomposição é mais rápido que no inverno. Também no verão devido a alta temperatura devemos molhar o adubo para facilitar a fermentação.
8. Depois de um período de descanso, algumas semanas conforme a temperatura, seu composto estará pronto para ser usado
Dicas e esclarecimentos:
* Posso enterrar o lixo ou colocá-lo em um buraco no chão? Não, pois assim não haverá aeração.

DICA: Faça pilhas acima do chão, intercalando camadas de materiais orgânicos como: palha, capim (resto de corte de grama), restos de poda, folhas caidas, um pouco de terra, etc. Faça reviradas periódicas, cuide com o excesso de umidade ou a falta dela. Este tipo de compostagem precisa da mesma forma que a composteira na caixa, de muita aeração no bolo.

* Posso colocar as sobras de ração ou fezes animal (p.e. gato, cachorro)? Sim, a ração vai dar uma fermentada, mas não é prejudicial ao adubo. Só cuide com as fezes em quantidade, pois ela atrairá moscas e exalará cheiro desagradável.

DICA: Cubra bem as fezes com palha ou terra.

* Posso colocar restos e cascas de frutas cítricas (laranja, limão, abacaxi)? Sim, qualquer tipo de casca de frutas, pois todas elas são orgânicas.

* Preciso tampar a composteira? Não, só cuide no caso de muita chuva ou exposição a animais, ou moscas.

DICA: Em caso de muita chuva, coloque uma telha sobre a composteira, mas não esqueça de retirá-la ao término da mesma. Pode-se também envolver a composteira em uma telinha (aquelas de mosquiteiros) no caso de muitas moscas. Lembre-se que se estes bichos estiverem aparecendo em excesso provavelmente existe algo de errado com o adubo.

* A minha composteira está exalando um cheiro forte, o que pode estar errado? Provavelmente por excesso de umidade e/ou pouca aeração.

* Posso utilizar uma bacia plástica grande com furos na lateral? Sim, mas quanto maior a quantidade de furos laterais melhor, assim haverá aeração necessária ao processo de decomposição aeróbico.

adulbo organico

Todas as sobras de cozinha que sejam de origem animal ou vegetal: sobras de comida, cascas de ovo, entre outros.

  • Qualquer substância que seja parte de animais ou plantas: pêlos, lãs, couros, algas.



  • Observação: Quanto mais variados e mais picados (fragmentados) os componentes usados, melhor será a qualidade do composto e mais rápido o término do processo de compostagem.

    Modo de preparo das pilhas de composto
    Escolha do local: deve-se considerar a facilidade de acesso, a disponibilidade de água para molhar as pilhas, o solo deve possuir boa drenagem. Também é desejável montar as pilhas em locais sombreados e protegidos de ventos intensos, para evitar ressecamento.

    Iniciar a construção da pilha colocando uma camada de material vegetal seco de aproximadamente 15 a 20 centímetros, com folhas, palhadas, troncos ou galhos picados, para que absorva o excesso de água e permita a circulação de ar.

    Terminada a primeira camada, deve-se regá-la com água, evitando encharcamento e, a cada camada montada, deve-se umedecê-la para uma distribuição mais uniforme da água por toda a pilha.

    Na segunda camada, deve-se colocar restos de verduras, grama e esterco. Se o esterco for de boi, pode-se colocar 5 centímetros e, se for de galinha, mais concentrado em nitrogênio, um pouco menos.

    Novamente, deposita-se uma camada de 15 a 20 cm com material vegetal seco, seguida por outra camada de esterco e assim sucessivamente até que a pilha atinja a altura aproximada de 1,5 metros. A pilha deve Ter a parte superior quase plana para evitar a perda de calor e umidade, tomando-se o cuidado para evitar a formação de "poços de acumulação" das águas das chuvas.

    Vale lembrar que durante a compostagem existe toda uma sequência de microorganismos que decompõem a matéria orgânica, até surgir o produto final, o húmus maduro. Todo este processo acontece em etapas, nas quais fungos, bactérias, protozoários, minhocas, besouros, lacraias, formigas e aranhas decompõem as fibras vegetais e tornam os nutrientes presentes na matéria orgânica disponíveis para as plantas.

    Além disso, o processo da compostagem traz em si, outros resultados que favorecerão o posterior desenvolvimento das culturas agrícolas no campo, tais como:
    • Diminuição do teor de fibras do material, o que no caso do composto que será incorporado ao solo evitará o fenômeno da "fixação do nitrogênio", que provoca a falta deste nutriente para a planta.
    • Destruição do poder de germinação de sementes de plantas invasoras (daninhas) e de organismos causadores de doenças (patógenos).
    • Degradação de substâncias inibidoras do crescimento vegetal existente na palha in natura (não compostada).

    acrilico como colar

    COLAGEM
    Chapas de acrílico podem ser coladas com solventes e adesivos formando uniões fortes, duráveis e transparentes.
    RECOMENDAÇÕES DE SEGURANÇA
    Devido a toxidade da maioria dos componentes das colas para acrílico, o processo deve ser efetuado em ambientes bem ventilados e com proibição de fumar, além de evitar contato direto com a pele.
    PREPARAÇÃO DA SUPERFÍCIE
    • Para boa aderência da cola, as superfícies do acrílico devem estar isentas de gordura ou de adesivos dos filmes de proteção;
    • Recomenda-se usar éter ou aguarrás para limpeza;
    • Outra precaução é a eliminação de tensões provenientes de processos de moldagem, através de tratamentos térmicos;
    • Se o corte feito com serra apresentar imperfeições, deve ser lixado até atingir esquadramento correto;
    • Nunca se deve polir as superfícies a serem coladas, pois a cola não teria boa aderência e as áreas de contato seriam reduzidas pelo arredondamento das bordas.
    Se você pretende colar uma chapa acrílica a outras, tem as seguintes opções:
    • Colas a base de solvente;
    • Soluções de polímero em solvente;
    • Colas a base de polímero.
    Colas a base de solventes
    • Possui secagem ultra rápida, devendo ser aplicada por meio de seringa;
    • Juntam-se previamente as partes a serem coladas, despejando-se a cola por meio de seringa na região da junta;
    • É recomendada para uma ampla gama de aplicações, de displays a sinalização de interiores;
    • Não é indicada para peças expostas a intempéries ou usos industriais, onde as uniões são submetidas a esforços mecânicos.
    Colas polímero em solvente
    • Trata-se de cola viscosa, cristalina, sendo aplicada em superfícies que rapidamente se juntam;
    • Age dissolvendo o acrílico, com a evaporação do solvente e deposição do polímero na junta;
    • Seca em algumas horas deixando uma junta cristalina e uniforme;
    • Pode ser aplicada com bisnaga plástica, seringa ou ainda com pincel;
    • Estas uniões revelam maior resistência ao intemperismo e maior adesão que a colagem feita com colas a base de solventes.
    Colas a base de polímero
    • Cola de alta viscosidade e preparada no momento de usar, juntando-se dois componentes para polimerização: cola (MMA) + catalisador;
    • Apresenta alta transparência e cristalinidade, garantindo elevada resistência mecânica, perfeita estanqueidade e prolongada resistência a intempéries;
    • A firmeza destas uniões se assemelham ao do próprio material acrílico;
    • Se utiliza geralmente em uniões onde as partes não se assentam corretamente, sendo necessário aporte de material.
    Tipos de Uniões
    • Face a face
    • Sobreposto
    • A 45º
    • A 90º
    • Perpendicular
    Técnica de colagem por capilaridade
    • Método mais popular para colagem de chapas de acrílico pela capacidade do adesivo + solvente penetrar facilmente na área de união;
    • As partes a colar devem se ajustar de forma precisa;
    • A cola é injetada através de seringa com agulha, ao longo de interstício deixado pelas superfícies a colar, permitindo ao solvente penetrar por capilaridade ao longo da área determinada;
    • Cola em demasia pode arruinar as zonas adjacentes e se for escassa as uniões ficarão frágeis.
    Técnica de colagem por imersão
    • Estender uma tela metálica dentro de uma bandeja e depositar o solvente até cobrir a tela;
    • Submergir somente a borda de uma das peças a unir diretamente no solvente, dentro da bandeja;
    • Apoiar a chapa sobre a tela perpendicularmente por 1 a 5 minutos, dependendo da espessura, do tipo de solvente e da força de colagem requerida;
    • Tempo de imersão deve ser suficiente para que a chapa se inche, eliminando-se o excesso de solvente e imediatamente colocar a peça sobre a outra superfície a unir;
    • Mantenha as peças unidas sem pressionar por 30 segundos, permitindo que o solvente atue sobre a superfície da outra peça. Depois desse tempo aplique pressão uniforme para retirar as bolhas de ar que permaneceram.
    Outras técnicas de colagem
    • Adesivos com aplicação em aerossol;
    • Adesivos em fitas de dupla face transparentes ou opacas;
    • Pistola de ar quente, ajustadas eletronicamente quanto a temperatura e velocidade do fluxo de ar;
    • Para trabalhos muito especiais utiliza-se método por ultra-som, com tempos de execução muito curtos.
    OS SEGREDOS DA COLAGEM REVELAM A BELEZA DO ACRÍLICO
    A utilização correta da cola à base de solventes é uma das peculiaridades do setor. A cola à base de solventes, ou cola rápida, exige do aplicador alguns conhecimentos mínimos para oferecer maior rendimento. Com o objetivo de facilitar a compreensão de seus segredos, e assim evitar "bolhas" e o "embranquecimento" das peças após uma colagem mal realizada, é importante que o aplicador esteja atento para detalhes que se revelam fundamentais no processo de colagem.
    Em primeiro lugar, as superfícies a serem coladas devem estar absolutamente lisas, planas, limpas e desengorduradas, para que haja uma aderência perfeita entre elas, o que pode ser obtido com uma usinagem feita por torno, tupia, desempenadeira ou fresa. As partes que estarão em contato devem ser limpas com tecido umedecido em álcool, éter ou aguarrás. Recomenda-se, também, a retirada de pequenas sobras dos filmes de proteção que acompanham as chapas e podem ser um empecilho para uma boa colagem. As chapas não devem ser polidas antes da colagem.
    Por apresentar secagem rápida, não é aconselhável para peças ficarem expostas às intempéries ou para usos industriais, ou mesmo para peças que podem ser submetidas a esforços mecânicos. Para realizar uma colagem com ângulo de 90 graus, utiliza-se a ajuda de fitas adesivas, grampos ou qualquer outro recurso para fixar o posicionamento das partes, e aplica-se a cola com o auxílio de uma seringa ou uma bisnaga, adaptadas ao bico aplicador.
    Também é possível realizar o mesmo processo derramando uma camada fina de cola em uma bandeja rasa de vidro ou alumínio e deixando a superfície a ser colada por 20 ou 30 segundos em contato com a cola no fundo da bandeja, antes de aplicá-la à superfície em que será colada definitivamente. Tipos de uniões face a face sobreposto 45º perpendicular.
    Deve-se aguardar uma hora antes de qualquer manuseio, e até doze horas antes das demais operações de acabamento. Por se tratar de produto tóxico, a cola para acrílico deve ser manuseada em local arejado (de preferência em capelas com exaustão de vapores), com uso de luvas, óculos e máscaras. Se for inalada, pode causar náuseas, tontura, e convulsões, afetando o sistema nervoso central e o sistema cardior-respiratório. Evite o contato com a pele e mantenha o frasco com o produto longe de crianças e pessoas não habilitadas.
    COLA ACRÍLICA COM CATALISADOR
    Produto de alta transparência e bastante cristalino, essa cola de alta viscosidade deve ser preparada com o auxílio de um componente catalisador.
    A cola acrílica com catalisador garante elevada resistência mecânica à junta colada, permitindo trabalhos resistentes à pressão e esforços mecânicos e oferecendo, ainda, grande resistência às intempéries. É a única cola que permite obter juntas quase invisíveis e com resistência próxima à do próprio acrílico.
    Para conseguir o efeito desejado, misture a cola com o catalisador na proporção de 25:1 (ex: 25 ml de cola para 1 ml de catalisador). Homogeneizar por 1 minuto em recipiente bem limpo, de vidro ou polietileno. Completada a mistura, espere até as bolhas subirem para a superfície da cola e transfira o produto sem bolhas para uma bisnaga flexível, ou seringa plástica. Após ser preparada, a cola deve ser utilizada em até 20 minutos, pois sua viscosidade aumenta progressivamente, dificultando a aplicação.
    As superfícies a serem coladas devem estar limpas e desengorduradas. Proteja as áreas próximas à região a ser colada com fitas adesivas ou filmes plásticos. Aplique a cola em uma das partes e mantenha a peça posicionada em gabaritos. Mantenha o objeto pressionado por até 60 minutos, até o endurecimento da cola. A usinagem do material colado deve ser realizada apenas depois de um intervalo de 24 horas.
    Cuidado com alguns materiais que amarelam a cola e retardam seu endurecimento como borrachas, madeiras, álcool ou a parte colante das fitas adesivas. Não é necessário polir as partes a serem coladas. Não utilize a cola em temperatura ambiente inferior a 20ºC, pois ela deve ser utilizada entre 20ºC e 25ºC (é possível aquecê-la em banho-maria).
    Caso a cola demore mais de 60 minutos para endurecer, descarte o catalisador, que deve ser conservado em ambiente refrigerado com até 10ºC. Por ser inflamável, o produto deve ser mantido longe do fogo. Em caso de acidente, use pó químico seco para apagar. Armazene o produto longe de crianças e pessoas não-habilitadas. Procure trabalhar em ambientes refrigerados ou em capela com exaustão de vapores. Use máscaras, óculos e luvas na hora do manuseio.
    ETAPAS
    1. Medir a cola com uma proveta graduada ou uma seringa hipodérmica de plástico de 25 ml. COLA CAT.
    2. Usar recipiente limpo de vidro ou polietileno (plástico flexível) e um bastão de vidro ou uma tirinha do próprio acrílico para misturar. COLA + CATALISADOR = 25 ml = 1 ml (25 gotas)
    3. O catalisador pode ser usado em gotas (1 ml de catalisador equivale a 25 gotas). Utilizar um conta-gotas de plástico.
    4. Misturar o catalisador e a cola, mexendo por, no mínimo, 1 minuto.
    5. Deixar a mistura em repouso por 5 minutos ou o tempo necessário para as bolhas subirem até a superfície e o líquido ficar límpido e isento de bolhas.
    6. Transferir para uma almotolia (bisnaga) de polietileno ou para uma seringa sem agulha.
    7. Aplicar sobre o acrílico. Usinar as peças em ângulo (chanfradas) para formar um depósito de cola. Colagem em Topo Colagem em 90º
    8. Após o endurecimento da cola, remover o excesso e dar o acabamento final.

    TIPOS DE COLA

    Existem três tipos de colas para acrílico:
    • Solventes, tais como: clorofórmio, dicloreto de etileno ou acético, os quais agem dissolvendo a superfície do acrílico e permitindo a fusão das duas faces a serem juntadas.
    • Solução de polímero em solvente, que age da mesma maneira que os solventes, mas deposita polímero nas juntas, após a evaporação do solvente.
    • Solução de polímero em monômero, que age da mesma maneira que os solventes, mas polimeriza na junta ao invés de evaporar. A polimerização do monômero, convertendo-se em polímero, pode ser induzida por um dos três métodos:
      • Ativação química.
      • Radiação ultravioleta na presença de um fotocatalisador.
      • Aquecimento.

    ALÍVIO DE TENSÕES

    Uma colagem inteiramente satisfatória só é obtida se for realizada uma operação de alívio de tensões, tanto antes, como depois da colagem.

    A finalidade dessa operação antes da colagem é dupla. Primeiramente, remove as tensões localizadas que possam estar presentes na chapa acrílica original, ou que possam ter sido causadas por usinagem ou moldagem prévia; em segundo lugar, seca o material. Ambos os fatores, mas especialmente o alívio de tensões, contribuem para reduzir o risco de fissuras posteriores nas peças, ao redor das juntas coladas. A secagem do material diminui a possibilidade de ocorrer "embranquecimento".

    BISNAGAS E SERINGAS

    Após protegidas com fitas adesivas, as bordas a serem coladas são postas em contato e mantidas num gabarito apropriado, em forma de "V", dentro do qual o solvente ou cola é distribuído por uma bisnaga ou seringa. Deixar permanecer por cerca de 30 segundos. O vão em forma de "V" é firmemente fechado, e a junta presa de leve. Antes da cola estar completamente endurecida, usa-se uma faca afiada para recortar o excesso, facilitando assim, a remoção do material de proteção.

    ESPÁTULAS OU PINCEL (PARA COLAS VISCOSAS)

    Onde for necessário para limitar o excesso de cola ao redor da junta, essas colas razoavelmente viscosas, podem ser aplicadas às superfícies do acrílico com espátula.

    ELIMINAÇÃO DE BOLHAS DE AR

    As bolhas de ar prejudicam tanto a resistência, quanto aparência de uma junta acrílica. Elas podem ser evitadas, tendo-se bastante cuidado ao misturar a cola antes da aplicação à junta.

    As bolhas também podem ocorrer devido ao umedecimento incompleto das superfícies do acrílico pela cola, como resultado da presença de gordura ou sujeira, ou onde uma superfície usinada de acrílico tiver retido pequenas bolsas de ar.

    A limpeza da superfície com clorofórmio ou monômero de metacrilato de metila ajudará a eliminar ambas as dificuldades.

    COLAGEM LAMINADA


    Essa operação só é realizada satisfatoriamente com o emprego de colas de baixa viscosidade. O ponto essencial é evitar o aprisionamento de bolhas de ar entre as duas lâminas. Para a laminação de pequenas áreas, aplique uma porção de cola sobre o centro de uma das placas, deixando que as bolhas de ar venham para a superfície e arrebentem, abaixando-se, então, a segunda placa lentamente, de modo que o contato seja feito primeiro, num único ponto. Isto força a cola para fora, pelos lados, sem absorção de ar.

    Para laminação de áreas grandes, é mais conveniente despejar uma "tira" de cola ao longo de uma lateral da placa e abaixar a chapa de cima, de tal modo que o contato seja feito primeiro ao longo de toda a lateral, e então uma "onda" de cola será forçada transversalmente à laminação. Esse procedimento será bem sucedido, especialmente quando a chapa de cima for de pouca espessura, tendo portanto, bastante flexibilidade. Se, no entanto, algumas bolhas de ar ficarem presas, a sua eliminação poderá ser feita, induzindo-as a caminhar para fora, pela movimentação de pequenos pesos ou pressão manual sobre a superfície da placa superior. Isto provocará a expulsão de excesso de cola pelas bordas e é por isso que se deve usar cola em excesso.

    COLAGEM DE TOPO

    As bordas usinadas ou serradas de acrílico podem ser coladas, formando junta a topo. É desejável um certo grau de aspereza, porém não excessivo, pois impedirá a cola de umedecer o acrílico completamente. As áreas adjacentes também devem ser protegidas e a cola aplicada somente no local de contato. As duas bordas são então posicionadas e firmemente fixadas até a total secagem da cola.

    COLAGEM EM ÂNGULO OU EM " T "


    Requisito essencial nesta operação é garantir que fique retida uma quantidade suficiente de cola na junta, durante o período de secagem ou endurecimento. Quando se usar uma cola de baixa viscosidade, a borda em contato com superfície plana deverá ser chanfrada num ângulo de 5º aproximadamente, e a cola aplicada com uma seringa. Esse sistema de junção é muito frágil sob esforços mecânicos, e portanto, é aconselhável usar-se como reforço um filete de acrílico.

    COLAGEM A OUTROS MATERIAIS

    A diferença entre o grau de ataque às superfícies acrílicas em relação a outros plásticos é um problema que encontramos. Se o material, entretanto, apresentar alguma porosidade, uma boa ligação pode ser obtida. Outro problema é a diferença dos coeficientes de dilatação entre o acrílico e a maioria dos materiais não plásticos, o que pode levar ao enfraquecimento da ligação rígida, principalmente quando exposta a mudanças significativas de temperatura. O filme de cola, em tais casos, deve ser permanentemente flexível, a menos que o ambiente de temperatura constante seja previsto para os componentes colados.

    Esses dois problemas podem ser superados com o emprego de adesivos à base de borracha (em solução ou em forma de látex), ou adesivos flexíveis do tipo "tato permanente". As juntas formadas com estes últimos materiais não têm as mesmas propriedades de resistência ao tempo (ao ar livre), do que uma junta feita com colas acrílicas, e têm obviamente uma força de ligação sensivelmente mais baixa. 

    http://www.vick.com.br/vick/produtos/acrilico_2/colagem.htm

    Postagens populares

    Minha lista de blogs

    tang

    Abobora Doce Recheada Adimito Amendoas Bacalhoada Bolinho Caranguejo Bolinho Recheado Queijo Bolos Decorados Mecanico Calda Manjar Carne Receita Cerveja Creme De Maca Croqueta Frango Presunto Feito Cuscuz Marroquino Folhadinhos Rapidos Gelatina Abacaxi Hoteis Inquilinato Laranja Morangos Licor Ameixa Macas Glaceadas Massa Leitao Massas Yakisoba Menus Dia Namorados Microondas Pao Molho Requeijao Frango Molhos Especial Tender Muffins De Halloween Paelha Marisco Panquecas Ovos Pate De Caviar Pessego Receitas De Pimenta Limao Polpa Manga Receitas Castanhas Portuguesas Receitas Cheesecake Receitas Rapidas Natal Repolho Crespo Risotto Pato Saladas Vinaigrette Sobremesas De Copinhos Sopa Arroz Feijao Sopa Courgette Sorvetes De Damasco Souvlaki Spaghetti Receitas Tarte Espinafres Frango Tarte Fruta Natas Tomates Forno Video Racao Humana